segunda-feira, 6 de março de 2017

Presos acusado de triplo homicídio e suspeitos de vários assaltos no Litoral Sul

A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta segunda-feira (6), três suspeitos de cometer vários crimes no Litoral Sul da Paraíba, durante operação realizada na cidade de Caaporã. Wideivid Faustino dos Santos, de 22 anos, é acusado de um triplo homicídio que aconteceu no ano passado, na cidade de Caaporã. Ele estava em uma casa que era usada como ponto de venda de drogas na companhia de Jonatha Carlos da Silva, de 21, e Felipe Messias da Silva Barros, 18, todos suspeitos de vários assaltos na região.


Com o trio, foram apreendidos três revólveres, celulares e relógios de vítimas, munições, maconha e dinheiro. A operação que prendeu os três suspeitos de crimes contou com mais de dez policiais da 1ª Companhia Independente.

O comandante da 1ª Companhia Independente, capitão Kelton Pontes, disse que a prisão dos três não resulta apenas na resposta para vários crimes que vinham acontecendo na região, mas também deve prevenir novos casos de roubos e principalmente de homicídios. “O Wideivid Faustino é acusado do triplo homicídio que aconteceu no último mês de setembro, inclusive já tinha mandado de prisão contra ele por esse crime. Os outros dois vinham sendo apontados como autores de roubos a pessoas, residências e veículos, mas há também suspeitas que ainda serão investigadas sobre a participação deles em assassinatos”, destacou.


O triplo homicídio que teve o acusado preso na operação da PM desta segunda-feira (6) ocorreu no dia 8 de setembro, deixando mortos Valmir Ramos Correia, de 24 anos; Célio Severino Francisco, 35 anos; e Agnaldo Pereira da Silva, 43. As vítimas estavam conversando no terraço de uma casa, no conjunto Mangabeira, em Caaporã, quando foram mortas a tiros.


Os presos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil, em Alhandra.


Secom-PB

Logo apos jogo delegação do atlético vai parar na delegacia por suspeita de depredar o patrimônio do estádio.

A delegação do Atlético de Cajazeiras foi levada para a delegacia, na noite desse domingo (5), após jogo contra o Botafogo-PB no Estádio Almeidão, em João Pessoa. Jogadores e membros da comissão técnica são suspeitos de depredar o patrimônio do estádio.

O gerente do Almeidão, Eginaldo Silva, relatou que tem o costume de verificar as condições dos vestuários depois dos jogos. Ele disse que ao chegar ao vestuário do visitante, onde o time do Atlético esteve, encontrou luminárias, pia, torneira e tambor de lixo danificados.
"Não podemos afirmar que foram os jogadores, mas ontem [domingo] o jogo foi bastante conturbado, pois a arbitragem deu sete minutos de acréscimo e o Botafogo-PB acabou marcando o gol da vitória nesse tempo. O time do Atlético saiu de campo reclamando muito", disse.  

Eginaldo Silva também contou que quando flagrou a situação a delegação já tentava deixar o estádio. Jogadores e comissão técnica foram impedidos pelo gerente do Almeidão. A Polícia Militar foi acionada e todos os envolvidos encaminhados para a Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel.

Uma perícia deverá ser realizada no Estádio Almeidão para detalhar a apuração.

Policial Civil foi baleado e a suspeita do disparo é a esposa dele

Um policial civil da Paraíba foi baleado e a suspeita do disparo é a esposa dele, também policial civil do estado. O caso ocorreu na noite de domingo (6), no bairro do Quarenta, em Capina Grande. A vítima sofreu um disparo na região do abdômen e foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma da cidade. Após os primeiros socorros, ele já recebeu alta.

Segundo o superintendente da Polícia Civil de Campina Grande, Luciano Soares, a tentativa de homicídio aconteceu após uma discussão do casal. A mulher se apresentou espontaneamente na delegacia e informou em depoimento que era vítima de violência doméstica, por isso teria atirado contra o marido.
Após o disparo, a policial foi quem ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) pedindo socorro. Ainda de acordo com Luciano Soares, a arma do crime foi apreendida e será aberto um inquérito para investigar o caso.

Carro capota e 11 ficam feridos em Várzea Nova (Santa Rita)

Um carro com 11 pessoas capotou na noite de domingo (5) em uma rua paralela à BR-230 no distrito de Várzea Nova, em Santa Rita, na região da Grande João Pessoa. Segundo o Corpo de Bombeiros, acionado para socorrer os feridos, o motorista perdeu o controle do veículo, um Chevrolet Chevette, após se assustar com um outro carro que passou no sentido contrário com farol em luz alta.

O motorista do Chevette, Manoel Ferreira, explicou que tentou fazer uma manobra para evitar uma batida e acabou capotando. Ele seguia com a família no carro no sentido para o bairro de Tibiri após visitar a sogra. Alguns ocupantes do carro ficaram feridos e foram encaminhados para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Santa Rita antes do socorro do Corpo de Bombeiros.
Outros ocupantes do carro foram atendidos pelos bombeiros, mas apresentavam apenas escoriações. O estado de saúde das vítimas levadas para a UPA não foi informado pelo bombeiros

Água do Velho Chico vai chegar neste sábado em Monteiro

Equipes técnicas do Ministério da Integração Nacional conseguiram vedar totalmente o vazamento no reservatório Barreiro, em Sertânia (PE). As obras de reforço da estrutura da barragem foram realizadas com sucesso ao longo dos dois últimos dias e contaram com a colocação de rochas, com mais de uma tonelada para evitar qualquer possibilidade de vazamento.

Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Antônio de Pádua, a estrutura da barragem se mostrou íntegra durante todo o trabalho de reforço. “O próximo passo será a liberação lenta e gradual da entrada de água no reservatório, com permanente acompanhamento. Isso vai nos permitir avaliar as condições de resistência do material sob a pressão provocada pela água”, explica. Não está previsto enchimento total da unidade, que tem capacidade máxima para 2,6 milhões de m³. O teste será útil para a elaboração do laudo técnico recomendado pelo Ministério Público Federal de Monteiro (PE).

Pádua reforça o compromisso de enviar as informações solicitadas pelo MPF ainda esta semana, conforme recomendação nº 05/2017, recebida na última sexta-feira. “Vamos atender às recomendações como se fossem determinações da autoridade pública. Isso não se discute, cumpre-se”, afirmou.

O secretário destaca que antes mesmo de concluir o laudo, os técnicos que trabalham nas obras de recuperação do vazamento já estão adotando algumas das medidas definidas pelo MPF. Entre elas, estão medidas de emergência para controlar o vazamento e estabilizar a barragem, com avaliação das condições da estrutura. Neste item, já foram tomadas as seguintes medidas: o uso de material rochoso de grande volume (pedras com mais de uma tonelada), que funcionaram como selador, ajudando a vedar o ponto de vazamento e estabilizar a barragem; orientação da população que reside próxima à área do vazamento; interação com a Defesa Civil e Prefeituras das regiões afetadas; acionamento da Companhia de Energia para desligamento de linhas de transmissão, no sentido de evitar acidentes, dentre outras.

Prefeita de Conde discute medidas para ampliar a segurança no município

  A prefeita de Conde Márcia Lucena reuniu-se na manhã desta terça-feira (5) com autoridades policiais do Estado para discutir a amp...