segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ASCOCJARE PROMOVE PROJETO ECOLOGIA EM JANEIRO



Óleo de fritura - o problema tem solução
Ele está presente na grande maioria nos lares brasileiros, em alguns serve para temperar, em outros para fritar, mas seu final geralmente é o mesmo: o ralo da pia ou o cesto de lixo. Nunca pesou tanto na consciência aquela coxinha frita ou o franguinho empanado a não ser pelo pessoal que curte um regime, e olha que não é só na consciência que há tempos pesa a questão do óleo de cozinha usado, no meio ambiente pesa bem mais!
Os óleos vegetais, embora muitos desconheçam, são grandes causadores de danos ao meio ambiente quando descartados de maneira incorreta. Vamos falar um pouco sobre o assunto e dar dicas do que fazer.
O que são óleos vegetais ?
Os óleos e gorduras são, por definição, substâncias que não se misturam com a água (insolúveis) e podem ser de origem animal ou vegetal. O óleo vegetal, que é o que dá origem aos óleos de cozinha, pode ser obtido de várias plantas, ou sementes, como o buriti, mamona, soja, canola, girassol, milho, etc.
Sua constituição química é composta por triglicerídeos, que são formados da condensação entre glicerol e ácidos graxos. A diferença entre gordura e óleo é tão somente seu estado físico, em que a gordura é sólida e o óleo é líquido, ambos a uma temperatura de até 20°C.
O que ele pode provocar ?
Agora que sabemos o que é o óleo vegetal podemos falar sobre os malefícios que este provoca quando lançado na natureza sem nenhum cuidado.
O óleo de cozinha usado, quando jogado diretamente no ralo da pia ou no lixo, polui rios e o solo, além de danificar o encanamento em casa. O óleo também interfere na passagem de luz na água, retarda o crescimento vegetal e interfere no fluxo de água, além de impedir a transferência do oxigênio para a água o que impede a vida nestes sistemas.
Quando lançado no solo, no caso do óleo que vai para os lixões ou aquele que vem junto com a água dos rios e se acumula em suas margens, este impermeabiliza o solo, impedindo que a água se infiltre, piorando o problema das enchentes.
Um litro de óleo de cozinha pode poluir certa de 10.000 litros de água, mas algumas estimativas dizem que um litro de óleo pode poluir até um milhão de litros de água (esta quantidade de água é aproximadamente o que uma pessoa consome em 14 anos). A poluição pelo óleo faz encarecer o tratamento da água (até 45%), além de agravar o efeito estufa, já que o contato da água poluída pelo óleo ao desembocar no mar gera uma reação química que libera gás metano, um componente muito mais agressivo que o gás carbônico.
PODEMOS UNIR FORÇAS E DAR UM BASTA NESSE PROBLEMA EXISTE NO CONDE UMA ORGANIZAÇÃO DE MULHERES QUE DECIDIU JUNTAR O ÚTIL AO AGRADÁVEL UTILIZAR ESSE ÓLEO QUE VOCÊ JOGA FORA.
JUNTE QUE NOS RECOLHEMOS LIGUE  986602631 FONE DA ASCOCJARE ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA CULTURAL DO JARDIM RECREIO

Capotamento agora na pousada de Conde

Agora pouco na tarde desta segunda-feira 28 de Novembro, um veículo Toyota cor vermelha placa P G B 6843  sentido Recife a João Pessoa  segundo informações do enfermeiro Estevan o condutor Diogo Henrique estava só no veículo quando foi fechado por outro veículo  o condutor da Toyota perdeu o controle chegando a dar vários capotamento mais ou menos 50 metros de frente ao motel até chegar na FICAMPE onde parou no sentido contrario,. Graças a Deus o condutor teve apenas escoriações passa bem. Informações do enfermeiro Estevan do SAMU.  Matéria e foto do sistema J.A

Prefeita de Conde discute medidas para ampliar a segurança no município

  A prefeita de Conde Márcia Lucena reuniu-se na manhã desta terça-feira (5) com autoridades policiais do Estado para discutir a amp...