terça-feira, 22 de novembro de 2016

Jovem que vive nas ruas de Roma pode ser Madeleine McCann


Uma jovem que fala inglês e vive nas ruas de Roma, na Itália, está gerando comoção nas redes sociais. A menina, que parece estar no fim da adolescência, tem um comportamento educado, se recusa a aceitar dinheiro e, misteriosamente, se parece com várias desaparecidas: Amanda Adlai que foi sequestrada em Michigan, nos Estados Unidos, em 2008; Maria-Brigitte Henselmann que desapareceu na Alemanha em 2008 e Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal em 2007.
Segundo a imprensa britânica, a menina loira tem vagado nas ruas de Roma e responde a perguntas feitas em inglês. A polícia italiana tentou identificá-la, mas ela não tem nenhum documento. O site “Missing Persons of America” criou uma página dedicada à menina, e acrescentou que Madeleine tinha uma mancha no olho e, por isso, pode não ser a jovem de Roma.
O desaparecimento de Madeleine em 3 de Maio de 2007, quando ela tinha três anos, é um grande mistério. A menina sumiu enquanto os pais Kate e Gerry, de Leicestershire, na Inglaterra, jantavam com amigos na Praia da Luz, em Portugal. Desde então, foram mais de 9 mil possíveis avistamentos da menina em vários países. Os pais dela continuam com esperanças e afirmaram que nunca vão desistir de encontrar a filha.
O caso da jovem que vive na Itália ganhou repercussão depois que ela apareceu no programa de TV “Chi l'ha Visto, um show que é especialista em mistérios não resolvidos. A menina foi associada ao perfil de vários casos de pessoas desaparecidas nos EUA, na Alemanha e no Reino Unido.

Avô é acusado de abuso de neta de 6 aninhos que monstro

Homem foi preso ontem (21) suspeito de estuprar a neta de apenas seis anos em Campina Grande.
As informações constam no relatório do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop).
O caso vinha sendo investigado havia um mês pela Polícia Civil.
Segundo informações, os pais da criança estavam separados e algumas vezes durante a semana o avô leva a menor para a sua residência.
A criança acabou relatando para a mãe o que acontecia.
O homem foi preso e encaminhado para a Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Infância e Juventude onde foi ouvido.
Ele deverá ser encaminhado para audiência de custódia nesta quarta-feira (23).

Bancários não descartam greve devido a fechamento de agências do Banco do Brasil

O Sindicato dos Bancários da Paraíba realiza a partir das 18h30 desta terça-feira (22), em sua sede na Capital, assembleia é para discutir os impactos com o plano de reestruturação do Banco do Brasil. A intenção da direção do BB é fechar agências e lançar um plano de aposentadoria incentivada.
Hoje pela manhã a direção do sindicato esteve reunida com a superintendência do Banco do Brasil discutindo as questões inerentes aos estados. “O resultado desse encontro será avaliado na assembleia”, revelou um servidor do sindicato.
De acordo com o presidente do sindicato, Marcus Henrique, serão fechadas 11 agências na Paraíba. “São quatro em João Pessoa, uma em Campina Grande e as demais no interior do estado”, informa.
Ainda segundo Marcus Henrique, na quinta-feira (24), o comando nacional dos bancários se reúne para analisar os reflexos desse plano de reestruturação e elaborar um calendário de lutas. “A greve não está descartada”, revelou.
Marcus Henrique condenou o plano de reestruturação do BB e o chamou de maléfico para a sociedade. “A intenção da direção do  banco é maximizar os lucros  e ofertar um péssimo serviço  à população”.
Em nível nacional, o plano de reestruturação do BB prevê o fechamento de 31 superintendências regionais e 402 agências. Outras 379 agências serão transformadas em postos de atendimento bancário. Atualmente, o BB tem 4.972 agências de varejo e 1.781 postos de atendimento. Em outubro, o banco já havia iniciado o encerramento de 51 agências.
Com a reestruturação, haverá redução de 9,3 mil vagas no quadro do banco.
O BB  que tem atualmente 109.159 funcionários pretende incentivar a aposentadoria de 18 mil funcionários através de adesão voluntária ao Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada.

No Conde mulher é presa suspeita de golpes vendas de TV por assinatura

Uma mulher de 19 anos foi presa, nesta terça-feira (22), no município do Conde por suspeita de fraude em contrato de TV por assinatura. Carla Maria Batista da Silva, de 19 anos, ela foi presa em sua residência após uma das vítimas procurar a Polícia Civil e revelar que estava negativa no SPC/Serasa em virtude de um golpe aplicado pela acusada.
Com ela, a polícia encontrou o equipamento instalado e diversas faturas em nome de pessoas diferentes. Ela é acusada de utilizar os dados de várias pessoas para efetuar contratos fraudulentos de serviços de TV por assinatura.
Presa em flagrante, a suspeita vai responder pelo crime de falsidade ideológica. De acordo com a Polícia Civil, a acusada chegou a ameaçar algumas vítimas de morte caso a denunciassem a polícia.
De acordo com a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Polícia Civil em João Pessoa, a polícia chegou a suspeita após uma das vítimas relatar que estava com o nome negativado por dívidas de contratação de TV por assinatura que ela não reconhecia como suas.
Durante investigações, a polícia conseguiu localizar a suspeita, que foi presa em flagrante em posse de diversos equipamentos e faturas em nome de pessoas diferentes.
Para a polícia, a suspeita alegou que usava nomes de amigos a título de ‘empréstimo’ para contratar os serviços.
Ainda segundo a DDF, a suspeita vai responder por falsidade ideológica, com prisão variando entre 1 e 5 anos. A delegacia também informou que vai ser apurado a possível participação de funcionários de empresas do setor.

Foi preso em Tambaú homem suspeito de integrar uma rede de distribuição de pornografia infantil

Um homem, de 37 anos, foi preso em casa no bairro de Tambaú, Orla de João Pessoa, pela Polícia Federal suspeito de integrar uma rede de distribuição de pornografia infantil na chamada Deep Web. A prisão aconteceu na manhã desta terça-feira (22) durante a ‘Operação Darknet II’ desencadeada na Paraíba e em mais 15 estados.

O delegado regional executivo da Polícia Federal na Paraíba, José Olegário Nunes, falou ao Portal Correio que um mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça Federal paraibana visando recolher material sobre a pornografia infantil, mas quando a equipe chegou encontrou arquivos em um computador.
“Os policiais encontraram no computador do investigado arquivos que configuraram o crime de pornografia. Por causa disso, ele foi preso em flagrante e o equipamento recolhido para análise. O PC será periciado para saber qual o caminho era dado ao material achado no computador”, explicou o delegado.
O homem será interrogado ainda nesta terça na Superintendência da Polícia Federal em Cabedelo e o delegado do caso vai analisar se o homem será levado para a audiência de custódia ou posto em liberdade mediante fiança. “Durante a oitiva, o delegado vai concluir qual ou quais tipo de crime o homem praticou. Se for um crime de até 4 anos de prisão, ele será solto mediante fiança, caso contrário, será levado para custódia”, falou o delegado José Olegário.
Até a publicação da reportagem, o homem continuava sendo ouvido pela Polícia Federal
Entenda o caso
De acordo com a Polícia Federal, cerca de 300 policiais federais cumpriram 70 mandados de busca e apreensão e de prisão nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Pará e Amazonas.
A segunda fase da Operação Darknet investiga a participação de 67 pessoas na troca e na distribuição de fotos e vídeos com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Durante as investigações da Operação Darknet II, a Polícia Federal antecipou o cumprimento de 7 ordens judiciais para evitar o possível abuso sexual de crianças (Paraná, Distrito Federal e Rio de Janeiro).
Desde a primeira fase da Operação Darknet (2014), a Polícia Federal desenvolve metodologia de investigação e ferramentas para identificar usuários da Dark Web, considerado um meio seguro de divulgação de conteúdos variados de forma anônima. A arquitetura desse ambiente impossibilita a identificação do ponto de acesso (IP), ocultando o real usuário que acessa a rede. Poucas polícias no mundo obtiveram êxito em investigações na Dark Web, como o FBI, a Scotland Yard e a Polícia Federal Australiana.

Carro derruba poste na av. Epitácio Pessoa e deixa trânsito lento em João Pessoa

  Um carro derrubou um poste na avenida Epitácio Pessoa com o cruzamento da rua Prefeito José Leite, nas imediações do bairro Bri...