segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Vereadores de Conde diz que não assinaram a doação do prédio para o fórum

UMA BOMBA: 
03 dos 11 vereadores garantem que não teve sessão para doação do prédio da prefeitura para o Fórum. Já 3 sessões adiadas e sem informações, só hoje é que  04 vereadores sendo que só 03 quiseram dar entrevista, e falaram   da polêmica  da doação do prédio da prefeitura para o funcionamento do Fórum. 
Vereadores que estavam presentes dos 11 apenas 4 entre eles
José Muniz de Lima, Fabio Tatu, Emerson Éneas e Luiz de Bihino.
Entrevista feita pelo nosso reporte Wagner Assunção da rádio J.A
Confira o conteúdo do audio:
- Vereador Fabio de Melo conhecido popularmente como Tatu não reeleito, ficou no chapão de Tatiana e no final desceu do palanque e apoiou Marcia Lucena (prefeita eleita),ele disse que, "O presidente da Câmara Luzimar Nunes não comparece  a duas semanas para a sessão e diz que ele esta sendo manipulado pelo executivo para não apresentar as matérias, que é de grande importância para a população como o IPM, a doação do prédio da prefeitura que na realidade não é da prefeitura é de um tal de Olavo que foi doado ao fórum dizendo que foi assinado pelos vereadores. Eu não assinei e garanto que nenhum assinou. " Diz o vereador Tatu
- Vereador José Muniz de Lima com 06 mandatos consecutivos no seu último faz uma revelação de deixar cabelo em pé: " Eu só digo o que sei, quando estava me deslocando para cá, o presidente vereador Luzimar me ligou dizendo que estava em Alhandra fazendo a entrega de documentos para a finalização do processo do partido dele como, ele foi candidato sozinho no partido ele estava lá resolvendo isso, os demais que não vieram não sei dizer na realmente, quais foram os motivos para terem faltado. Agora quanto a polêmica dos faltosos de não comparem deixam muito a desejar,  com tantos requerimentos e emendas a serem aprovadas. 
O reporte pergunta ao vereador se sobre a doação do prédio da prefeitura para o fórum se ele tinha assinado? Muniz responde: Existem um comentário que chegou aos meus ouvidos que essa publicação foi feita em 30 de Junho, só tomei conhecimento depois, O reporte interrompe Más o senhor não é presidente da comissão de constituição e justiça da câmara? Muniz continua dizendo depois que eu tomei conhecimento, mas eu posso dizer que não assinei e nem participei dessa sessão se é que ouve sessão. Quero saber junto aos demais vereadores de qual foi a sessão que houve essa doação desse prédio, eu não assinei e acredito que os demais também não assinaram."  Disse o vereador Muniz;
- Já o vereador Emerson Enéas não reeleito (o mesmo desistiu de ser candidato a vereador), ele diz que são 4 sessões que não estão tendo reuniões aqui nessa casa legislativa, e como o meu colega falou ai, quanto a doação do prédio, eu não tenho o menor conhecimento dessa doação e tenho falado com os companheiros dessa casa e nenhum disse que, participou dessa sessão eu não sei como foi feita essa aprovação. Acho que está tendo uma certa manipulação para não ter sessão. Queremos apurar os fatos para serem em caminhados ao ministério público. Concluiu o vereador Emerson Éneas.  
Vereador Luiz de Bihino não reeleito no chapão de Tatiana, estava presente más não quis gravar entrevista.   
Matéria de Ana Maria Gomes informações da entrevista da rádio J.A.

Prefeita eleita Marcia Lucena fará o Abraça-Conde



Marcia Lucena prefeita eleita da cidade de Conde na Paraíba fará nesta Quinta e Sexta O ABRAÇA-CONDE. Movimento criado para uma interação entre as comunidades. A prefeita começará visitando as comunidades de Pousada de Conde as 19hs desta quinta-feira, próximo a ser visitado será o Assentamento Dona Antonia.
 De Mituaçú e assim por diante até Tambaba  Marcia irá fazer visitações olho no olho para falar com as pessoas das comunidades, nas associações. Mostrando que tem humildade e vontade de trabalhar. As demais comunidades estarão sendo visitadas  lobo após a prefeita Marcia voltar de uma reunião que terá em Brasília assim como os demais prefeitos eleitos de todo o país.
" Estou indo visitar as comunidade, vou começar ainda esta semana para aumentar a expectativa das pessoas, com a força do trabalho. Também estarei indo a Brasília para ver a possibilidade de trazer recursos em tempo ágil". Disse Marcia Lucena em entrevista a uma TV de canal fechado. 
Marcia falou que um dos maiores problemas a ser enfrentado além da saúde que esta um caos na cidade, "Estarei enfrentado um problema grave que é o lixo, além do transporte escolar que é um direito antigo que a população tem, mesmo assim esta com uma intensa precariedade". Concluiu Marcia.   Matéria da rádio J.A


No Conde a policlínica fecha e ambulâncias param por falta de combustível

Caos em Conde: policlínica fecha, ambulâncias param e servidor fica sem alimentação Segundo informações
Internauta se revolta e pública uma situação em que o Conde vivencia hoje, no vídeo imagens relatam o abandono em que a policlínica está. Confira a matéria do PBAGORA   A situação no município de Conde, Litoral Sul da Paraíba, só piora. Depois do corte do transporte escolar, agora a população sofre com o caos na Saúde.

Um vídeo encaminhado por internautas, nesta segunda-feira (31), mostra o abandono da Policlínica na cidade, que teria fechado, justamente pela falta de pagamento por parte da administração municipal.
No local várias ambulâncias estão paralisadas, porque estão sem gasolina. Funcionários também estariam sem os vale refeições, e passando necessidade devido ao descaso da gestão municipal.

Veja o diz o internauta:
 “Estamos aqui na Policlínica do Conde. Atendimento zero, não tem médico, salas vazias, os servidores não têm almoço, a situação é de abandono. Não tem ninguém em nenhuma sala. Material logístico não existe, acabou o gás da cozinha, e as ambulâncias estão paradas por falta de gasolina. A gestão como está finalizando está abandonando a parte da gestão pública. A guarda municipal parou, o Samu também já está parado. Essa é a falta de gestão pública e o povo Condense sofrendo”, relatou o internauta no vídeo.

Multas de trânsito ficam até 244% mais caras para motorista embriagados e viciados no celular

Punições mais severas a motoristas infratores começam a ser aplicadas nesta terça-feira (01) em todo o Brasil. As multas sofreram reajustes que variam de 52% a 244%. Alguns dos maiores penalizados serão aqueles que forem flagrados usando aparelhos celulares ou dirigindo sob efeito de álcool. As alterações são as maiores desde a criação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em 1997.
A multa por falar ou usar aplicativos de celular mais do que triplica: passa de R$ 85,13 para R$ 293,47, reclassificada de média para gravíssima. A expectativa é de mudança do hábito cada vez mais comum, comprovado pelo aumento de 43,3% nos registros do Detran-SP nos últimos cinco anos. “Com certeza vai ajudar, porque o bolso é o que mais pesa na tomada de decisão do motorista”, acredita Paulo Bacaltchuck, consultor e professor de Engenharia de Tráfego da Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Para quem se recusar a fazer o teste do bafômetro a penalização aumenta de R$ 1.915,40 para R$ 2.934,70. Também é criada uma infração específica para a recusa do exame – que, na avaliação de Mauricio Januzzi Santos, presidente da Comissão de Direito Viário da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), abrirá brecha para ainda mais contestações judiciais. “É inconstitucional desde a alteração anterior, porque vai contra o princípio de presunção de inocência.”
Já para Bacaltchuck, a maior rigidez contra o álcool alinha a legislação brasileira com as de vários países desenvolvidos, que nem ao menos permitem a negativa ao exame. “Tem de ter tolerância zero mesmo. O álcool é uma das causas determinantes de acidentes, como o excesso de velocidade”, defende o professor
Outra mudança é no tempo mínimo de suspensão do direito de dirigir, quando o condutor atinge 20 pontos na CNH, que aumenta de um para seis meses. Além disso, haverá mais rigidez com aqueles que usarem irregularmente vagas destinadas a idosos ou deficientes físicos em estacionamentos, até privados. A multa passa de grave a gravíssima, de R$ 127,69 para R$ 293,47.
Embora os reajustes venham em período de crise econômica, o argumento do governo foi o período de 19 anos sem aumento das multas. A Lei 13.281/2016 foi sancionada por Dilma Rousseff em maio deste ano, dias antes de seu afastamento da Presidência. Alguns itens previstos, como um sistema eletrônico para substituir notificações pelos Correios, ainda devem demorar a ser implementados.

Morre atropelado idoso de 70 anos em BR na Paraíba

foto ilustrativa
Um idoso morreu após ser atropelado por um carro na tarde do domingo (30) na cidade de Caldas Brandão, no Agreste paraibano. De com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu na BR-230, próximo ao Distrito do Cajá.
Ainda conforme a PRF, a vítima, que tinha 70 anos, foi atravessar o trecho da rodovia e foi atingido pelo carro. Com o impacto, foi arremessado na estrada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas o homem morreu no local.
A polícia afirmou que o motorista do veículo foi identificado. Questionado pela reportagem se o condutor havia sido agredido por moradores, a PRF informou que não podia repassar detalhes sobre a possível confusão. Após prestar esclarecimentos, o homem foi liberado.
Acidente em Aroeiras
Uma pessoa morreu em uma colisão envolvendo uma motocicleta e um caminhão na madrugada desta segunda-feira (31) na BR-104, na cidade de Aroeiras, no Agreste paraibano. Às 7h, a PRF informou que não tinha detalhes sobre o que tinha ocasionado o acidente.
MaisPB

Onde esta Vivianny diz ato público realizado em J.Pessoa protesto cobra agilidade nas investigações

Um ato público acontece às 16h deste sábado (29), na Praça da Paz, localizada no bairro dos Bancários, em João Pessoa, em manifestação ao desaparecimento de Vivianny Crisley, de 29 anos, que foi vista pela última vez quando saía de um bar na Zona Sul da capital, na noite do dia 20 de outubro. De acordo com a Polícia Civil, ainda não há nenhuma informação concreta sobre o desaparecimento de Vivianny, mãe de uma criança de oito meses.
As imagens da câmera de segurança do local em que Vivianny foi vista pela última vez estão sendo analisadas pela Polícia Civil. No entanto, as informações preliminares dão conta que as imagens não são conclusivas e não contribuem muito com a investigação. De acordo com um dos delegados responsáveis pelo caso, Reinaldo Nóbrega, as imagens mostram que a mulher saiu do estabelecimento acompanhada com um grupo de pessoas, porém, não dá pra identificar quem são essas pessoas.
A prima de Vivianny, Wellingtânia Freitas, disse que após o caso atingir repercussão, a polícia passou a trabalhar em sigilo. Para fazer um apelo às autoridades e à população, a família de Vivianny se reúne neste sábado (29) na Praça da Paz, nos Bancários. “Estamos realizando um ato hoje convidando todas as pessoa que se sensibilizaram com esse caro, que compartilham da mesma dor, e pessoas que não suportam mais tanta violência, tanta insegurança”, desabafou.
Segundo a Polícia Civil, todas as possibilidades estão sendo investigadas. Um celular foi encontrado no município de Bayeux, sendo divulgado que seria da jovem que sumiu no dia 20 de outubro. No entanto, o delegado informou que o aparelho está sendo periciado para que seja possível confirmar se ele pertence ou não a Vivianny. Além disso, é preciso analisar se no celular há provas ou indícios do desaparecimento da mulher

Uma criança e 5 adultos ficam feridos em tiroteio durante festa em Alhandra


Um tiroteio durante uma festa de aniversário que estava sendo realizada, no bairro Nova Descoberta, na cidade de Alhandra, neste domingo (30), deixou cerca de seis pessoas feridas.
De acordo com informações, um carro parou em frente ao local onde estava sendo realizado o evento, os ocupantes mandaram baixar o som e em seguida atiraram diversas vezes contra as pessoas. Cinco adultos e uma criança foram feridas na ação criminosa.
O Samu foi acionado e socorreu alguns feridos para o Hospital de Alhandra, a criança de um ano que foi atingida nas costas e outras vitimas com ferimentos mais graves foram encaminhadas para o Hospital de Trauma da Capital.

Outubro Rosa termina, mas Saúde mantém tratamento preventivo contra câncer de mama

A campanha contra o câncer de mama ‘Outubro Rosa’ acabou, mas a Secretaria Municipal da Saúde continua disponibilizando serviços de prevenção à doença.

Para ter acesso ao serviço, as mulheres devem se dirigir à Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima de sua residência e em seguida serão encaminhadas para os serviços conveniados, onde serão realizados os exames.
O Sistema Único de Saúde (SUS) também oferta a continuidade da assistência na perspectiva da cura às mulheres que forem diagnosticadas com a doença.
Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, cerca de 5.200 mamografias são liberadas mensalmente.
O câncer de mama é o tipo mais frequente de câncer entre as mulheres brasileiras. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimam que em 2016 surjam 57.960 novos casos de câncer de mama no país, sendo 250 novos casos apenas em João Pessoa.
A coordenadora da Saúde da Mulher da SMS, Tânea Lucena, ressalta que a doença é relativamente rara antes dos 35 anos, porém em mulheres com idade abaixo dos 40 anos a incidência vem crescendo bastante.
“É importante que todas as mulheres, com menos e mais de 40 anos, sempre examinem as mamas, com o autoexame, após a menstruação e procurem a USF para realização do exame clínico. Já as mulheres acima de 50 anos devem realizar mamografia anual ou conforme orientações médicas”, alerta Tânea Lucena.

2 Homens foram mortos a pedradas na Grande JP; perna de um foi decepada e jogada para cão

Dois homens foram encontrados mortos no início da manhã desta segunda-feira (31) em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Em um dos crimes, a vítima teve parte da perna decepada e lançada para alimentar um cão na casa vizinha.

O primeiro caso foi registrado por volta das 5h, quando um homem foi assassinado a tiros numa praça no bairro Marcos Moura. Enquanto apuravam as circunstâncias do crime e realizavam perícia no local, policiais foram informados de que outra vítima havia sido morta no loteamento ‘Plano de Vida’, situado no mesmo bairro.
Ao chegar ao local, as equipes constataram que um morador de um sítio foi assassinado a pedradas. Segundo apuração da Rádio Correio 98 FM, a vítima ainda teve parte de uma das pernas decepadas pelos criminosos, que a jogaram para alimentar um cachorro que latia muito na casa vizinha.
A esposa do homem alega que ele não tinha antecedentes criminais e era viciado apenas em bebidas alcoólicas. Inicialmente, a polícia trata o caso como latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.
Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito nos casos havia sido preso.

MEC finaliza prazo para que estudantes desocupem escolas

Termina hoje (31) o prazo dado pelo Ministério da Educação (MEC) para que os estudantes deixem as escolas, universidades e institutos federais ocupados em protesto contra medidas tomadas pelo governo federal. Caso isso não ocorra, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será cancelado nessas localidades.
De acordo com o último balanço da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) são 1.177 locais ocupados em todo o país. Não há um balanço nacional oficial. Os números locais, no entanto, são diferentes. É o caso do Paraná, por exemplo, onde a Ubes diz que há 843 estabelecimentos. enquanto a Secretaria de Educação fala em 491.
Conforme o último balanço do MEC, divulgado há quase duas semanas, 182 locais de prova estavam ocupados e mais de 95 mil candidatos deveriam fazer o exame nesses espaços.
Os estudantes que fazem as ocupações são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016. A PEC limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos. Estudos mostram que a medida pode reduzir os repasses para a área de educação que, limitados por um teto geral, resultarão na necessidade de retirada recursos de outras áreas para investimento no ensino. O governo defende a medida como um ajuste necessário em meio à crise que o país enfrenta e diz que educação e saúde não serão prejudicadas.
Eles também são contra a reforma do ensino médio, proposta pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada ao Congresso. Para o governo, a proposta irá acelerar a reformulação da etapa de ensino que concentra mais reprovações e abandono de estudantes. Os alunos argumentam que a reforma deve ser debatida amplamente antes de ser implantada por MP, que começa a vigorar imediatamente.

Musico é assassinado e esposa fica ferida em bar na capital

Um músico foi morto a tiros e sua companheira ficou ferida na noite deste domingo (30) em João Pessoa, no bairro de Jaguaribe. As vítimas estavam em um quiosque localizado na praça ao lado do Centro Administrativo Estadual.
De acordo com informações, o musico Alexandre estava cantando e bebendo acompanhado da esposa. O acusado do crime também bebia no local, só que estava em outra mesa.
O acusado se dirigiu até a mesa onde estava o casal e teria havido uma rápida discussão. O desconhecido então sacou de uma pistola e efetuou vários tiros contra o músico, que morreu no local.
A companheira do músico, conhecida como Ana foi atingida na perna e socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), para o Hospital de Emergência e Trauma, Senador Humberto Lucena. Apos cometer o crime, o suspeito fugiu em um carro. Policiais da Delegacia de Homicídios estiveram no local, deram início às investigações para identificar e prender o acusado.

2º turno para prefeito 2016 eleições nas capitais brasileiras

foto adaptada pela rádio J.A
Rio de Janeiro
O senador Marcelo Crivella (PRB) venceu sem dificuldade na capital fluminense. Ele recebeu os votos de 59,36% dos eleitores, contra 40,64% de Marcelo Freixo (PSOL).
Crivella havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 27,78% dos votos, seguido por Freixo, com 18,26%.
Aracaju
Edvaldo Nogueira (PC do B) foi eleito com 52,11% dos votos válidos, vencendo Valadares Filho (PSB), que teve 47,89%.
Nogueira também tinha liderado com uma vantagem apertada no primeiro turno: ele teve 38,76%, contra 38,09% de Valadares.
Belém
Na capital paraense, Zenaldo Coutinho (PSDB) foi reeleito com 52,33% dos votos. Seu concorrente no segundo turno, Edmilson (PSOL), teve 47,67% da preferência. Na cidade, a abstenção foi alta: 21,2%.
O primeiro turno também havia terminado com Zenaldo na frente, com 31,02%, contra 29,5% do rival.
Belo Horizonte



Alexandre Kalil (PHS), ex-presidente do Atlético Mineiro, virou o resultado do primeiro turno e foi escolhido prefeito em sua primeira candidatura política. Ele teve cerca de 52,98% dos votos válidos, contra 47,02% de seu adversário, João Leite (PSDB) - ex-goleiro do mesmo time.
Na capital mineira, a taxa de abstenção foi de 22,77%, enquanto brancos e nulos representaram, juntos, quase 20%.
No primeiro turno, Leite recebeu 33,4% dos votos, enquanto Kalil tinha 26,56%.
Campo Grande
Na capital do Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD) recebeu 58,77% dos votos ante 41,23% de Rose Modesto (PSDB).
No primeiro turno, ele também foi o mais votado - obteve 34,57%, contra 26,62% da rival.
Cuiabá
Emanuel Pinheiro (PMDB) será o novo prefeito da capital do Mato Grosso. Ele recebeu 60,41% dos votos, derrotando Wilson Santos (PSDB), que teve 39,59%.
Pinheiro terminou o primeiro turno com 34,15% dos votos, contra 28,4% de Santos.
Curitiba



O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) voltará a comandar a capital paranaense.
Ele teve a preferência de 53,2% dos eleitores, contra 46,7% de seu concorrente, Ney Leprevost (PSD).
No primeiro turno, Greca tinha registrado 38,38%, ante 23,66% do segundo colocado.
Florianópolis
Com uma disputa acirrada e definida apenas no fim da apuração, Gean Loureiro (PMDB) venceu a eleição local.
Ele recebeu 50,26% dos votos, contra 49,74% de Ângela Amin (PP). A diferença foi de 1.153 votos.
Gean também havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,39% dos votos, ante 24,57% de Ângela.
Fortaleza
Roberto Claudio (PDT) contabilizou 53,57% dos votos válidos e foi reeleito. Seu concorrente na disputa pela administração municipal, Capitão Wagner (PR), somou 46,43%.
O município ainda teve 18,6% de abstenção e 8,02% de brancos e nulos, somados.
No primeiro turno, Claudio teve 40,81% e Wagner, 31,15%.
Goiânia



Iris Rezende (PMDB) obteve 57,7% dos votos e governará a cidade pela quarta vez. Seu concorrente, Vanderlan (PSB) recebeu 42,3% da preferência dos eleitores.
Rezende também tinha vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,47% dos votos, ante 31,84% de Vanderlan.
A capital teve abstenção próxima a 25% e 9,53% de brancos e nulos.
Macapá
Clécio Vieira (Rede) foi reeleito com 60,51% dos votos, derrotando Gilvam Borges (PMDB), escolhido por 39,49% dos eleitores.
No primeiro turno, Clécio teve 44,59%, contra 26,37% de Gilvan.
Maceió
Rui Palmeira (PSDB) foi eleito com 60,27% dos votos - seu concorrente, Cícero Almeida (PMDB), teve 39,73%.
Os votos brancos e nulos somaram 13,5% e a abstenção, de 19,96%.
Palmeira havia liderado o primeiro turno, quando teve 46,86% dos votos, contra 24,73% do segundo colocado.
Manaus
Artur Neto (PSDB) foi reeleito com 55,96% dos votos.
A cidade teve 9,52% de taxa de abstenção e 8,63% de votos nulos e brancos.
No primeiro turno, Artur Neto recebeu 35,17% dos votos, contra 24,86% do seu concorrente no segundo turno, Marcelo Ramos (PR).
Porto Alegre



Na capital gaúcha, o deputado federal tucano Nelson Marchezan Junior venceu com 60,5% - seu rival, o peemedebista Sebastião Melo, teve 39,5% dos votos.
O prefeito eleito havia recebido 29,84% dos votos na primeira etapa da disputa, ante 25,93% de Melo.
Porto Velho
Dr. Hildon (PSDB) foi eleito prefeito na capital de Rondônia em sua primeira disputa eleitoral. Ele teve 65,15% dos votos válidos, contra 34,85% de seu concorrente no segundo turno, Léo Moraes (PTB).
As abstenções somaram 23,33%.
No primeiro turno, o resultado foi quase empatado: Hildon teve 27,2% dos votos e Moraes, 26,12%.
Recife



Geraldo Julio (PSB) se reelegeu com 61,30% dos votos. Seu concorrente, João Paulo (PT), teve 38,7% da preferência dos eleitores.
O prefeito havia chegado muito perto de vencer as eleições no primeiro turno, quando teve 49,34% dos votos - João
São Luís
Edivaldo Holanda (PDT) foi reeleito na capital do Maranhão com 53,94% dos votos. A taxa de abstenção ficou em 16,10% e brancos e nulos, juntos, em 4,46%.
Seu concorrente na segunda etapa das eleições municipais, Eduardo Braide (PMN), teve 46,06% dos votos.
No primeiro turno, Holanda teve a preferência de 45,66% dos eleitores contra 21,34% do rival.
Vitória
Em eleição acirrada, Luciano Rezende (PPS) se reelegeu com 51,2% dos votos - Amaro Neto (SD), que teve 48,8% da preferência.
O prefeito havia liderado o primeiro turno, quando recebeu 43,8% dos votos, ante 35,32% do rival.

cronologia de mortes de família na Espanha

A Polícia Federal da Paraíba vai encaminhar à polícia espanhola todas as provas colhidas na Paraíba a respeito do assassinato da família na Espanha. A informação é do superintendente na Paraíba, Nivaldo Farias. De acordo com a PF, as conversas entre o acusado do crime, Patrick Nogueira, e o amigo, Marvin Henriques, revelam a cronologia do crime, ocorrido no dia 17 de agosto. A primeira vítima a ser morta foi a mulher, Janaína Santos, e em seguida, as crianças.
Patrick, que confessou o assassinato de parentes na Espanha, narrou o crime por mensagens para um amigo no Brasil.
A conversa pelo WhatsApp entre Patrick Nogueira e Marvin Henriques Correia começou às 14h06 no Brasil, 19h06 na Espanha. Patrick diz ao amigo que está só esperando o quarto integrante. Ele se refere ao tio, Marcos Nogueira, que estava chegando do trabalho.
- qria imaginar a cena vc chegando pra matar kkkkkk - escreveu Marvin pelo WhatsApp.
- Cheguei com duas pizzas. conversei um pouco - respondeu Patrick.
- qm você deu uma facada primeiro? a mulher? - perguntou Marvin.
 
- na mulher. Depois a mais velha de 3 anos. Depois o mlk [moleque] de 1 ano.
Marvin ainda deu sugestões de como Patrick deveria fugir do local.
- Sai despercebido aí. sai pela frente mesmo de manhã como se fosse caminhar ou algo do tipo sei lá.
Antes do assassinato do tio de Patrick, Marvin ainda orienta:
- concentra. não falhe. boa sorte.
A mensagem, para a polícia, mostra o envolvimento de Marvin no crime.
Enquanto esperava o tio, Patrick demonstra raiva.
De acordo com a polícia, eles conversam por duas horas e meia, até que Patrick para de mandar mensagens. Nove minutos depois, Patrick conta que matou o tio e manda várias fotos do crime.
Marvin foi preso na última sexta-feira, pela Polícia Civil, em João Pessoa.

2º turno dafoto eleições nas capitais brasileiras

foto adaptada pela rádio J.A
Rio de Janeiro
O senador Marcelo Crivella (PRB) venceu sem dificuldade na capital fluminense. Ele recebeu os votos de 59,36% dos eleitores, contra 40,64% de Marcelo Freixo (PSOL).
Crivella havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 27,78% dos votos, seguido por Freixo, com 18,26%.
Aracaju
Edvaldo Nogueira (PC do B) foi eleito com 52,11% dos votos válidos, vencendo Valadares Filho (PSB), que teve 47,89%.
Nogueira também tinha liderado com uma vantagem apertada no primeiro turno: ele teve 38,76%, contra 38,09% de Valadares.
Belém
Na capital paraense, Zenaldo Coutinho (PSDB) foi reeleito com 52,33% dos votos. Seu concorrente no segundo turno, Edmilson (PSOL), teve 47,67% da preferência. Na cidade, a abstenção foi alta: 21,2%.
O primeiro turno também havia terminado com Zenaldo na frente, com 31,02%, contra 29,5% do rival.
Belo Horizonte

Alexandre Kalil (PHS), ex-presidente do Atlético Mineiro, virou o resultado do primeiro turno e foi escolhido prefeito em sua primeira candidatura política. Ele teve cerca de 52,98% dos votos válidos, contra 47,02% de seu adversário, João Leite (PSDB) - ex-goleiro do mesmo time.
Na capital mineira, a taxa de abstenção foi de 22,77%, enquanto brancos e nulos representaram, juntos, quase 20%.
No primeiro turno, Leite recebeu 33,4% dos votos, enquanto Kalil tinha 26,56%.
Campo Grande
Na capital do Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD) recebeu 58,77% dos votos ante 41,23% de Rose Modesto (PSDB).
No primeiro turno, ele também foi o mais votado - obteve 34,57%, contra 26,62% da rival.
Cuiabá
Emanuel Pinheiro (PMDB) será o novo prefeito da capital do Mato Grosso. Ele recebeu 60,41% dos votos, derrotando Wilson Santos (PSDB), que teve 39,59%.
Pinheiro terminou o primeiro turno com 34,15% dos votos, contra 28,4% de Santos.
Curitiba

O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) voltará a comandar a capital paranaense.
Ele teve a preferência de 53,2% dos eleitores, contra 46,7% de seu concorrente, Ney Leprevost (PSD).
No primeiro turno, Greca tinha registrado 38,38%, ante 23,66% do segundo colocado.
Florianópolis
Com uma disputa acirrada e definida apenas no fim da apuração, Gean Loureiro (PMDB) venceu a eleição local.
Ele recebeu 50,26% dos votos, contra 49,74% de Ângela Amin (PP). A diferença foi de 1.153 votos.
Gean também havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,39% dos votos, ante 24,57% de Ângela.
Fortaleza
Roberto Claudio (PDT) contabilizou 53,57% dos votos válidos e foi reeleito. Seu concorrente na disputa pela administração municipal, Capitão Wagner (PR), somou 46,43%.
O município ainda teve 18,6% de abstenção e 8,02% de brancos e nulos, somados.
No primeiro turno, Claudio teve 40,81% e Wagner, 31,15%.
Goiânia

Iris Rezende (PMDB) obteve 57,7% dos votos e governará a cidade pela quarta vez. Seu concorrente, Vanderlan (PSB) recebeu 42,3% da preferência dos eleitores.
Rezende também tinha vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,47% dos votos, ante 31,84% de Vanderlan.
A capital teve abstenção próxima a 25% e 9,53% de brancos e nulos.
Macapá
Clécio Vieira (Rede) foi reeleito com 60,51% dos votos, derrotando Gilvam Borges (PMDB), escolhido por 39,49% dos eleitores.
No primeiro turno, Clécio teve 44,59%, contra 26,37% de Gilvan.
Maceió
Rui Palmeira (PSDB) foi eleito com 60,27% dos votos - seu concorrente, Cícero Almeida (PMDB), teve 39,73%.
Os votos brancos e nulos somaram 13,5% e a abstenção, de 19,96%.
Palmeira havia liderado o primeiro turno, quando teve 46,86% dos votos, contra 24,73% do segundo colocado.
Manaus
Artur Neto (PSDB) foi reeleito com 55,96% dos votos.
A cidade teve 9,52% de taxa de abstenção e 8,63% de votos nulos e brancos.
No primeiro turno, Artur Neto recebeu 35,17% dos votos, contra 24,86% do seu concorrente no segundo turno, Marcelo Ramos (PR).
Porto Alegre

Na capital gaúcha, o deputado federal tucano Nelson Marchezan Junior venceu com 60,5% - seu rival, o peemedebista Sebastião Melo, teve 39,5% dos votos.
O prefeito eleito havia recebido 29,84% dos votos na primeira etapa da disputa, ante 25,93% de Melo.
Porto Velho
Dr. Hildon (PSDB) foi eleito prefeito na capital de Rondônia em sua primeira disputa eleitoral. Ele teve 65,15% dos votos válidos, contra 34,85% de seu concorrente no segundo turno, Léo Moraes (PTB).
As abstenções somaram 23,33%.
No primeiro turno, o resultado foi quase empatado: Hildon teve 27,2% dos votos e Moraes, 26,12%.
Recife

Geraldo Julio (PSB) se reelegeu com 61,30% dos votos. Seu concorrente, João Paulo (PT), teve 38,7% da preferência dos eleitores.
O prefeito havia chegado muito perto de vencer as eleições no primeiro turno, quando teve 49,34% dos votos - João
São Luís
Edivaldo Holanda (PDT) foi reeleito na capital do Maranhão com 53,94% dos votos. A taxa de abstenção ficou em 16,10% e brancos e nulos, juntos, em 4,46%.
Seu concorrente na segunda etapa das eleições municipais, Eduardo Braide (PMN), teve 46,06% dos votos.
No primeiro turno, Holanda teve a preferência de 45,66% dos eleitores contra 21,34% do rival.
Vitória
Em eleição acirrada, Luciano Rezende (PPS) se reelegeu com 51,2% dos votos - Amaro Neto (SD), que teve 48,8% da preferência.
O prefeito havia liderado o primeiro turno, quando recebeu 43,8% dos votos, ante 35,32% do rival.

Reforma pode obrigar aposentado a contribuir com Previdência

A equipe responsável pela proposta de reforma da Previdência em estudos no governo, subordinada ao presidente Michel Temer, estuda mudar a Constituição para abrir caminho para a cobrança de contribuição previdenciária de todos os aposentados. As informações são da jornalista Laís Alegretti, do site da Folha de S. Paulo.
A ideia é que o governo federal, os Estados e os municípios tenham autonomia para estabelecer a cobrança. Isso pode impactar tanto segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) quanto servidores públicos.
Atualmente, a Constituição prevê que a contribuição deve ser paga apenas por inativos que recebem acima do teto do INSS (R$ 5.189,82). Ou seja, na prática só funcionários públicos são cobrados.
A cobrança, hoje, incide somente sobre o valor que excede o teto do INSS, e a alíquota deve ser igual à da ativa.
Servidores da União e da maioria dos Estados pagam contribuição de 11% na ativa. Em alguns casos, ela pode chegar a 14%. No INSS, há três alíquotas, a depender do salário do trabalhador, de 8%, 9% e 11%. Os militares, que têm regras próprias, pagam 7,5% na ativa e na reserva.
De acordo com a proposta da equipe de Temer, a Constituição passaria a prever que União, Estados e municípios terão competência de, por meio de leis, instituir essa tributação. Cada ente poderia estabelecer qual será a alíquota e taxar até quem recebe o piso previdenciário.
Para cobrar dos aposentados do INSS, que hoje não pagam a contribuição, caberia ao governo federal enviar ao Congresso um projeto de lei.
O trabalhador do setor privado que recebe um salário mínimo, por exemplo, paga R$ 70,40 de INSS (alíquota de 8%) e fica com R$ 809,60 líquidos. Ao se aposentar, deixa de pagar essa taxa e fica integralmente com os R$ 880.
Segundo um funcionário do governo que participa das discussões, a avaliação é que, como hoje o valor líquido na aposentadoria é maior que o salário da ativa, as pessoas são estimuladas a aposentar.
Segundo essa fonte, a situação atual vai contra um dos princípios da reforma: o de que a pessoa, ao aposentar, não deve receber valor acima do que recebia na ativa.

Carro derruba poste na av. Epitácio Pessoa e deixa trânsito lento em João Pessoa

  Um carro derrubou um poste na avenida Epitácio Pessoa com o cruzamento da rua Prefeito José Leite, nas imediações do bairro Bri...