terça-feira, 4 de outubro de 2016

Outubro Rosa hospital oferece exames gratuitos de mamografia

Mulheres com idades entre 40 e 69 anos podem realizar mamografias gratuitas no Hospital São Vicente de Paulo, em João Pessoa. Nesta terça-feira (4), dia 'D' de combate do câncer de mama, foram distribuídas 120 fichas para consultas e 250 senhas para a realização da mamografia. Entretanto, novas senhas serão entregues durante o mês de outubro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2107-9500.
Leia também: Começa campanha 'Outubro Rosa' com exames e alerta sobre câncer de mama na PB
*Matéria atualizada para incluir dados sobre o primeiro dia de exames e que as fichas para mais atendimentos vão ser distribuídas ao longo de todo o mês de outubro, conforme informado pela direção do hospital.
As mulheres que desejarem fazer o procedimento precisam levar original e cópias do documento de identidade, cartão do SUS e comprovante de residência.
“Além da mamografia, teremos consultas e palestras educativas. O objetivo é possibilitar o diagnóstico precoce, possibilitando que os casos suspeitos sejam encaminhados para tratamento aqui no próprio hospital. Nesta terça é o dia D, mas durante o mês de outubro teremos várias ações”, disse Carmem Lúcia, diretora geral do Hospital São Vicente de Paulo.
O endereço do Hospital São Vicente de Paulo é: avenida João Machado, 1234, em Jaguaribe. Telefone: 2107-9500.

Aposentadoria parlamentar é 7,5 vezes maior que a do INSS

A União gasta todo ano 164 milhões de reais para pagar 1.170 aposentadorias e pensões para ex-deputados federais, ex-senadores e dependentes de ex-congressistas, segundo levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo. O valor equivale ao que é despendido para bancar a aposentadoria de 6.780 pessoas com o benefício médio do INSS, de 1.862 reais. A aposentadoria média de um ex-parlamentar (levando em conta também os que se aposentam proporcionalmente) é de 14.100 reais.
Todo reajuste dos salários de deputados e senadores é repassado para as aposentadorias. Com a morte do parlamentar, a viúva ou os filhos (até os 21 anos) passam a receber a pensão. Enquanto o teto do INSS é de 5.189,82, reais o do plano de seguridade dos congressistas é de 33.763 reais.
Leia também: Prefeitos recém-eleitos enfrentarão pressão fiscal crescente Saúde e educação só terão teto de gastos em 2018, diz Meirelles
Responsável pela condução da proposta da reforma da Previdência, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, é aposentado pela Câmara. Ele recebe 19.389,60 reais por mês, além do salário de 30.934,70 reais de ministro. Padilha se aposentou com 53 anos, em 1999, depois do seu primeiro mandato de deputado federal pelo Rio Grande do Sul. “Tenho 70 anos e sou aposentado”, limitou-se a dizer o ministro, quando foi procurado para falar sobre o assunto.
Já o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, que terá a missão de angariar votos entre os parlamentares para garantir o quórum para fazer as mudanças na Previdência, aposentou-se, após cinco mandatos na Câmara, em 2011, quando tinha 51 anos. Recebe 20.354,25 reais de aposentadoria, além do salário de ministro. Procurado, ele não quis comentar.
A Câmara tem 525 ex-deputados aposentados, mas 22 estão com o pagamento do benefício suspenso por estarem exercendo mandato. Já o Senado conta com 70 ex-senadores aposentados, mas 9 deles estão em exercício do mandato e, por isso, não acumulam o benefício com o salário de 33.763 reais.
Esses parlamentares se aposentaram com regras bem mais generosas do que as em vigor atualmente para os congressistas, similares às exigidas no serviço público. Eles contribuíram para o Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC), extinto em 1997 após registrar rombo de 520 milhões de reais – atualmente já ultrapassa R$ 2 bilhões, cobertos com o Orçamento da União. Esse plano de previdência permitia que parlamentares se aposentassem a partir de 8 anos de contribuição e com 50 anos de idade.
Atualmente, no INSS são necessários, no mínimo, 15 anos de contribuição e 60/65 anos (mulheres/homens) para se aposentar por idade ou 30/35 anos de contribuição para se aposentar por tempo de serviço.
Mais do que o montante, pequeno perto dos rombos bilionários da Previdência, o que impressiona é que 85% dos gastos com aposentadoria de ex-senadores e ex-deputados foram “contratados” com regras muito acessíveis. Só deputados e senadores que assumiram a partir de 1999 foram obrigados a cumprir as regras do atual Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), que exige 35 anos de contribuição e um mínimo de 60 anos de idade para pagar a aposentadoria integral.
A equipe técnica responsável pela reforma da Previdência propôs que as regras dos parlamentares também sejam modificadas para convergir com a realidade dos trabalhadores da iniciativa privada e do setor público. Já é consenso que a idade mínima aumentará para 65 anos e se exigirá, no mínimo, 25 anos de contribuição.
(Com Estadão Conteúdo)

Após derrotas, Lula defende 'cara nova' para presidente do PT

Pressionado por aliados a assumir o comando do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende "uma cara nova" para o lugar do atual presidente do partido, Rui Falcão, após a derrota acachapante que o petismo sofreu nas eleições deste ano.
Segundo a Folha apurou, conselheiros próximos a Lula são contrários à ideia de que ele seja alçado à presidência do PT em 2017 e têm convencido o ex-presidente de que ele precisa se dedicar à sua defesa na Lava Jato e à elaboração de um novo projeto para a esquerda do país.
Lula, que já defendeu o nome do ex-ministro Jaques Wagner (Casa Civil) para o posto, mas desistiu diante da negativa do aliado, tem dito que é preciso "renovar" a direção petista o quanto antes para "reconectar" o PT com outros campos da esquerda, como movimentos sociais, sindicais e partidos políticos.
Diante do cenário sombrio e ainda sem nenhuma grande estratégia definida para o futuro, a cúpula petista convocou uma reunião da executiva nacional para quarta-feira (5), em Brasília, com objetivo de discutir as eleições internas e os rumos diante da maior crise enfrentada pela legenda.
Mesmo com as sinalizações negativas de Lula, dirigentes petistas vão insistir na tese de que o ex-presidente deve assumir o comando do partido, defendendo que esse é um "momento excepcional".
De acordo com Florisvaldo Souza, Secretário de Organização do PT, até mesmo o atual presidente do PT defende essa ideia. "Acho que a vontade do Rui [Falcão] é pelo Lula", afirmou à Folha.
Além de traçar um calendário para as eleições internas, que devem acontecer no início do ano que vem, o encontro da cúpula petista servirá para fazer um balanço sobre a disputa municipal -na qual o PT perdeu cerca de 60% das prefeituras em relação a 2012 e passou de terceiro para décimo lugar entre os partidos com melhor desempenho.
Em 2012, o PT elegeu 644 prefeitos e este ano o número despencou para 256, além dos sete que ainda disputarão o segundo turno.
Frente ao que dirigentes da sigla chamaram de "tsunami", petistas defendem um "debate interno" e uma "autocrítica" para reorganizar o partido e tentar fazer com que o PT chegue com algum fôlego na disputa de 2018.
A ideia é "assumir" erros cometidos nos últimos anos sobre financiamento de campanha e a falta de empenho para reformas estruturais como a política e a trabalhista.
"O partido precisa passar por um profundo debate, é hora de revitalizar todas as suas instâncias, reformular estratégias, porque não estamos mais no governo, somos oposição e, como oposição, vamos agir e estabelecer metas de médio e longo prazo", afirmou Florisvaldo.
POLÊMICAS
Apesar da defesa de Lula por um nome novo no comando do PT, um dos argumentos de quem pede o ex-presidente à frente da sigla é que não há alternativa entre os quadros petistas.
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) foi cogitado por alguns dirigentes, mas descartado diante do que lulistas consideram uma "emergência" que "só será resolvida" por Lula.
Outro foco de divisão interna é a antecipação do PED (Processo de Eleições Diretas), que deveria acontecer em novembro. Enquanto Lula e Falcão, além de setores da esquerda e do centro petista, defendem que a eleição interna seja feita em março, durante o congresso antecipado do partido, integrantes da CNB, corrente interna majoritária, querem que o congresso apenas marque a data do PED, para maio, e discuta mudanças no estatuto do partido, para fortalecer e qualificar a direção.

Folha de São Paulo

Brasileira de 48 anos sofre estupro coletivo em Roma

Uma cidadã brasileira de 48 anos foi violentada sexualmente por três pessoas em um barraco perto da estação Tuscolana, na periferia de Roma, capital da Itália.
O caso ocorreu no último dia 25 de setembro, mas foi divulgado apenas nesta segunda-feira (3), após a polícia ter prendido os suspeitos: um argelino de 27 anos, um tunisiano de 31 e uma romena de 23, namorada de um dos dois homens.
A brasileira havia dado entrada no pronto socorro em estado grave, alegando ter sido espancada, sequestrada e violentada pelo grupo por se recusar a fazer sexo com os homens. Com as mãos algemadas atrás das costas, ela foi estuprada até desmaiar.
Quando acordou, descalça e sangrando, percebeu que os criminosos dormiam e escapou. Os três suspeitos também são acusados de terem roubado um cidadão tunisiano na mesma região de Roma. (ANSA).
Noticias ao minuto

Ricardo parabeniza eleitos aliados e adversários e deseja que 'cumpram o que disseram durante campanha'

O governador Ricardo Coutinho (PSB), felicitou os prefeitos eleitos na Paraíba, durante o programa Fala Governador nesta segunda-feira (03), e desejou criatividade para superar a crise econômica nacional.
Além de criatividade, o governador também pediu compromisso público para que os gestores possam buscar contornar as dificuldades.
Ricardo também desejou a todos uma gestão profícua para que o povo da Paraíba possa ter avanços, afirmou o governador.
Segundo Ricardo, a política só tem razão de existir se for para melhorar a vida das pessoas. Independentemente de partido, ele desejou que todos possam cumprir com aquilo que disseram durante a caminhada. "Eu como governador já mostrei que não discrimino nenhum município, não governo em função de um governante municipal, seja ele aliado ou adversário, governo em função do povo, portanto, aos eleitos os meus parabéns e meu desejo concreto de que consigam fazer uma boa gestão. Isso é extensivo também aos vice-prefeitos e aos vereadores eleitos no pleito de ontem", ressaltou.

Sindicato dos Bancários: desabastecimento dos caixas não tem a ver com a greve

presidente do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Rostand Lucena, afirmou na manhã desta terça-feira (4) que o desabastecimento dos caixas eletrônicos em “período de pico”, quando as pessoas recebem seus vencimentos, é culpa dos bancos, não dos bancários.
Rostand explicou que, nesse período, os caixas são reabastecidos com uma quantidade inferior de cédulas por questões de segurança, devido aos ataques criminosos às agências nessas datas.
– Essa prática nada tem a ver com a greve. A falta de dinheiro nos caixas é uma questão do próprio banco. Nós não concordamos com isso, pois o banco tem que investir mais na sua própria segurança e não prejudicar o cliente – finalizou.
Por falar em greve, ela continua sem data definida para acabar.
Paraíba Online

Globo tomará medidas judiciais após vazamento de cenas sensuais de Bruna Marquezine

A TV Globo tomará medidas judiciais para retirar da internet uma cena vazada da série "Nada será como antes". O vídeo, que circula nas redes desde a manhã desta segunda-feira, mostra a atriz Bruna Marquezine numa cena de sexo com os seios à mostra.
A imagem ainda não foi ao ar na série, nem esteve vinculada em nenhuma chamada da TV. Por meio de sua assessoria, a Globo afirma que punirá os responsáveis pelo vazamento interno, assim que identificar os culpados.
Na trama, Bruna interpreta Beatriz, uma dançarina de boate que namora Otaviano (Daniel de Oliveira) e se envolve com Júlia (Letícia Colin), a irmã dele.
Extra

Prefeita eleita Marcia Lucena da entrevista a rádio J.A com exclusividade







        A prefeita eleita Marcia Lucena fala ao vivo pela rádio J.A e diz que o Conde tem jeito e que não vai esperar para sua posse em Janeiro já começando a traçar metas e resoluções. Com uma equipe organizada Marcia Lucena ver que “a educação precisa de emergência, assim como a agricultura, o turismo e a saúde  que são quatro itens emergências”. Diz ainda que com investimento no turismo e nas indústrias assim como na agricultura isso gera mais emprego desafogando as secretárias municipais superlotadas, com o aumento nas vendas de produtos vem o crescimento do comercio no geral e com a implantação de agencia bancaria fazendo com que o nosso dinheiro gire aqui em nossa cidade.
                  Confira a entrevista na rádio J.A:
         O reporte Wagner Assunção pergunta: Tem internauta perguntando sobre os funcionários que estão na ativa como ficam continuam ou não?
       Eu não vou perseguir ninguém ao contrário de quê algumas pessoas falaram por ai. O funcionário que estiver exercendo sua função com responsabilidade trabalhando direito esse sim vai continuar em sua função mas aquele que tiver humilhando ou cometendo altos erros em sua função não terão oportunidade darão espaço para outros que queiram realmente trabalhar.
         A reporte Ana Maria Gomes pergunta: Eu estive visitando nesse período eleitoral algumas comunidades e vi que o loteamento Nossa Senhora das Neves nas casas feitas do projeto popular elas foram construídas em áreas  inadequadas com isso os populares daquela localidade sofre muito quando chove as aguas invadem as casas provocando perigo e desconforto para os moradores da área então peço para que a senhora veja esse problema com emergência desviando a agua através de calçamentos e colocações de tubos para que as aguas desçam para o açude que esta morrendo construindo ali um parque de diversão para todas as famílias.
     Em resposta Marcia fala "Não só o loteamento Nossa Senhora das Neves mas também o Nossa Senhora da Conceição, Mituaçú e outros mais, sofre pela falta de infraestrutura vou me reunir com minha equipe e ver como resolver ou amenizar de imediato esses problemas, quando assumir".
         O programa durou uma hora foram muitas perguntas dos reportes Aluísio do Jegue, Wagner Assunção e Ana Maria Gomes, a entrevistada Marcia Lucena garantiu esta arregaçando as mangas e que vai investir em todos os setores.
“ Vamos todos descer do palco político e trabalhar juntos para fazer um Conde muito melhor”. 
Matéria de Ana Maria Gomes da rádio J.A



       
confira a entrevista no yo tube rádio j.a veja aqui click
https://youtu.be/MKDJib7JRaE