sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Renda extra para os artesão da ASCOCJARE

Ascocjare Associação do Jardim Recreio da cidade de Conde está com um belo trabalho em artesanato
São itens feitos com sobras de tecidos e malhas em forma de tapetes e enfeites para cabelo, bordados em toalhas, logo após serão feitos trabalhos em garrafas de vidros com pinturas e linhas. Cada mês serão confeccionadas peças diferentes. Essas peças serão vendidas e leiloadas em eventos e feiras.
O artesão não pagará nenhuma despesa para a confecção dos objetos. O apurado das vendas uma parte fica para as despeças da associação e a outra parte para o artesão.  Para participar basta ser sócio ou preencher um cadastro.

Dona de casa de baixa renda terá direito a aposentadoria

Qualquer pessoa, mulher ou homem, sem renda própria que realize o trabalho doméstico na própria residência pode se filiar à Previdência Social como segurado facultativo de baixa renda. Para isso basta que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e tenha renda mensal de até dois salários mínimos (hoje, R$ 1.448). A alíquota de contribuição previdenciária é de apenas 5% do salário mínimo (R$ 36,20) por mês.
A inscrição pode ser realizada por meio do telefone 135. O segurado facultativo de família de baixa renda não pode ter nenhum rendimento e a renda familiar não pode ultrapassar o limite estabelecido na legislação de até 2 salários mínimos vigentes. Com essa contribuição reduzida, esses segurados têm direito a aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e, seus dependentes, pensão por morte e auxílio-reclusão. O único benefício que não tem direito é a aposentadoria por tempo de contribuição.
Para ser enquadrado como dona(o) de casa de baixa renda é necessário que no Cadastro Único para Programas Sociais conste que a pessoa não tenha renda. Se tiver, por menor que seja, não será enquadrada como facultativo de baixa renda no cadastro da Previdência Social. Assim, os recolhimentos efetivados com a contribuição de 5% do salário mínimo não darão direito aos benefícios.
Outras donas de casa
A dona de casa que não seja de família de baixa renda, mas também não tem renda própria e que se dedique exclusivamente ao trabalho doméstico, no âmbito de sua residência, também pode contribuir para o INSS. Esse pagamento pode ser de 20% sobre o salário mínimo até o limite de R$ 4.390,24 ou de 11% do salário mínimo.
Essa alíquota de 11% também garante a dona de casa direito a todos os benefícios, exceto a aposentadoria por tempo de contribuição.Em caso de dúvida, pode ligar para o telefone 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h. A ligação é gratuita de telefones fixos e públicos. Se originada de celular, o custo é de uma chamada local.
O atendimento para o acerto no cadastro e o cálculo da diferença que deve ser paga pode ser agendado pelo telefone 135 ou pela internet. (http://www.previdencia.gov.br/)

Homem tem dentes arrancados em assaltos na Grande JP


O trabalhador braçal, Edmilson Francelino da Silva, 55 anos, teve dois dentes arrancados durante assalto na manhã desta sexta-feira (1), na Grande João Pessoa. O caso ocorreu na ponte que separa a cidade de Bayeux da Ilha do Bispo, na Capital.
A vítima contou que estava indo para João Pessoa, onde trabalha descarregando caminhões, quando foi abordado por dois indivíduos em uma moto.
“Eles disseram perdeu! Perdeu! Pensei que fosse brincadeira”, disse o homem ao chegar a Central de Polícia para prestar Boletim de Ocorrência.

Padre de cidade do Sertão sofre acidente na BR-230 em Sousa

Um grave acidente foi registrado por volta das 21h desta quinta-feira (31), na BR 230 em Sousa, mias precisamente nas proximidades da “Casa do Caminho”, envolvendo um Fiat Uno de cor vermelha, conduzido pelo pároco da cidade de Santa Cruz, conhecido como Padre Roberto e uma moto, pilotada pejo forrador Eduardo Azevedo de 28 anos, residente em São Gonçalo.
Conforme informações da polícia, o vigário seguia sentido São Gonçalo à Sousa e ao chegar às proximidades da “Casa do Caminho”, foi surpreendido pelo motociclista que seguia em direção contrária e invadiu a contramão de direção, batendo violentamente contra o carro do padre.
No local, o trecho passou por uma reforma e ainda está sem a devida sinalização, ou seja, sem as faixas de orientação dificultando para os condutores o trafego no período noturno.
No acidente, o vigário sofreu algumas escoriações, já Eduardo Azevedo foi socorrido em estado grave pelo SAMU para o Hospital Regional de Sousa e de acordo com informações, corre sérios riscos de morte.

Confira a agenda dos candidatos ao Governo do Estado para esta sexta-feira

Antônio Radical (PSTU):
- A assessoria não divulgou a agenda do candidato até o presente horário;
Cássio Cunha Lima (PSDB):
- A assessoria não divulgou a agenda do candidato até o presente horário;
Major Fábio (PROS):
- Manhã: Sessão Solene de Título Cidadão Campinense ao General Carlos Alberto Maciel Teixeira. Local: Câmara Municipal de Campina Grande.
- Tarde: Reunião com a Coordenação de Campanha.
- Noite: Visita a lideranças na Grande João Pessoa.
Ricardo Coutinho (PSB):
- Manhã: 10h – Lançamento do Site Ricardo Governador. Local: Netuanah Praia Hotel, Cabo Branco.
- Noite: 18h – Caminhada no José Américo. Concentração: Avenida Hilton Souto Maior, em frente ao Call Center A&C.
Tárcio Teixeira (PSOL):
- Manhã: 9h – Participa do Seminário “Serviço Social na Previdência”.
- Tarde: 17h – Participa de Assembleia dos Assistentes Sociais inscritos no Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba.
Vital do Rêgo Filho (PMDB):
- Manhã: Reunião com professores e técnicos da UFPB
- Tarde: 16h – Inauguração do Comitê Jovem PMDB/PT, na Avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa.
- Noite: 19h – Inauguração do Comitê Central PMDB/PT de Campina Grande, na Avenida Dr. Severino Cruz, às margens do Açude Velho; 22h – Participa do evento Caminhos do Frio, em Solânea.

TC reprova contas de três gestores e impõe débitos a dois deles

O Tribunal de Contas do Estado emitiu parecer contrário à aprovação das contas de 2012 apresentadas pelo prefeito de Riachão de Bacamarte José Gil Mota Tito, a quem impôs o débito de R$ 263.478,51, em razão do registro não documentalmente comprovado de pagamentos a instituições bancárias (mais de R$ 272 mil) e desvio de equipamentos escolares (cerca de R$ 917,00). Ainda cabe recurso da decisão tomada conforme entendimento do relator do processo, conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo.
 
A prefeita de Joca Claudino, Lucrécia Adriana de Andrade Barbosa, teve as contas de 2012 também desaprovadas pelo TCE que a ela imputou o débito de R$ 42.920,00, em vista de despesas irregulares com locação de veículos. A Corte também decidiu, conforme voto do conselheiro Arnóbio Viana, relator do processo, encaminhar cópias dos autos ao Tribunal de Contas da União, a quem caberá o exame do uso feito pela prefeita de recursos federais oriundos de contas de convênio. Ela ainda pode recorrer de ambas as decisões.
 
Pagamentos em valores abaixo do salário mínimo, contratação de servidores com base em lei não acatada judicialmente e restos a pagar levaram o TCE a emitir parecer contrário à aprovação das contas de 2012 do ex-prefeito de São José de Piranhas, Domingos Leite da Silva Neto, como entendeu o relator Arnóbio Viana. Também cabe recurso.
 
O ex-prefeito de Poço Dantas, Itamar Moreira Fernandes, teve as contas de 2012 aprovadas. Também houve aprovações às das Câmaras Municipais de Camalaú (2013), Bananeiras e Belém (exercício de 2012, com ressalvas, neste último caso).
 
Os processos constantes da pauta de julgamentos representavam movimentação de recursos da ordem de R$ de 146.536.779,50. Conduzida pelo vice-presidente Umberto Porto (no exercício da Presidência), a sessão plenária teve as participações dos conselheiros Arnóbio Viana, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Também, as dos conselheiros substitutos Antonio Gomes Vieira Filho, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz.
 
Com ParlamentoPB

Juiz proíbe confecção e distribuição de camisetas padronizadas por candidatos e particulares

O juiz da propaganda eleitoral, Ricardo da Costa Freitas, baixou portaria proibindo a confecção e distribuição de camisetas padronizadas com cores e dizeres dos candidatos. A portaria já faz parte de uma observação de fiscais têm visto aglomerações de partidários descumprindo a lei.
Segundo Freitas, tudo que é permitido pelos candidatos está na lei – bandeira, banneres, cavaletes, etc.
A proibição de confecção de camisetas padronizadas não está restrita apenas aos partidos, mas também aos eleitores. A medida é estendida, segundo o juiz, porque fica difícil saber de onde partiu a camiseta. Assim sendo, se os fiscais flagrarem grupos com camisetas padronizadas, eles serão abordados e chamados a voltar para casa e trocar de roupa.
A lei visaria manter o principio da igualdade, já que há candidatos que têm mais poder econômico do que outros.
Com Paraíba.com 

Vereadores de oposição de Alhandra fazem duras cobranças ao prefeito Renato Mendes

O vereador Edielson Nunes do PMDB da cidade de Alhandra usou da tribuna da casa na noite desta segunda-feira (20.11), cobrando ...