quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Vereador eleito de JP anuncia apoio e lança apresentador para deputado

O vereador eleito pelo PPS, Djanilson da Fonseca (Faca Cega), decidiu declarar apoio ao apresentador Fabiano Gomes para disputa por uma das vagas na Assembleia Legislativa em 2014. A declaração do futuro parlamentar foi dada nesta terça-feira (20) na imprensa pessoense.

Fabiano é filiado ao mesmo partido de Djanilson. Ele é presidente municipal do Partido Popular Socialista em Cajazeiras, sua terra natal. Embora evite falar da candidatura a deputado estadual, Fabiano Gomes tem sido cortejado pelo partido para entrar na disputa.

"Tomei essa decisão desde o dia que fui eleito", afirmou Faca Cega que foi eleito com 4.497.

Outro que deve embarcar na postulação do radialista é o vereador pessoense Bruno Farias, segundo mais votado na Capital paraibana. Nos bastidores, Farias já confidencia seu voto no apresentador do Sistema Correio de Comunicação.

Fabiano Gomes é natural de Cajazeiras, Alto Sertão da Paraíba. Começou sua trajetória jornalística na Rádio Oeste AM. Em pouco tempo, despontou na profissão e foi convidado para João Pessoa.

Atualmente, ele é apresentador de dois programas líderes de audiência na emissora: o Correio Debate, Rádio Correio Sat, e Correio Manhã, na TV Correio.

André Gadelha diz que ODE só serve para servir cerveja e uísque em plenárias

Em discussão sobre o veto do governador Ricardo Coutinho ao projeto do deputado Raniery Paulino que extingue o orçamento democrático, o deputado Anísio Maia subiu a tribuna para defender o projeto de Raniery, quando foi aparteado pelo colega André Gadelha que proferiu uma inusitada declaração:

"Esse orçamento democrático só serve mesmo para servir cerveja e uísque nas plenárias. Pelo menos em Sousa é assim. Uma distribuição de bebidas alcoólicas, tira-gosto e outras sinecuras para atrair gente às reuniões. O povo não acredita nesse orçamento democrático, porque é pura demagogia do governador, que no final das contas só faz o que ele quer. Esse orçamento democrático é “só propaganda do governo e muita farofa para pouca carne", acusou o prefeito eleito de Sousa.

Por maioria de 20 votos a 3, os deputados derrubaram o veto do governador ao projeto de Raniery Paulino, que extingue as deliberações do Orçamento Democrático, o que a partir de agora torna o orçamento do estado uma norma estrita da Assembléia Legislativa.

Prefeita de Conde discute medidas para ampliar a segurança no município

  A prefeita de Conde Márcia Lucena reuniu-se na manhã desta terça-feira (5) com autoridades policiais do Estado para discutir a amp...