terça-feira, 10 de abril de 2012

Criança de 03 anos encontra granada em brincadeira de caça a ovos de páscoa

menino

Uma brincadeira de caçada a ovos de Páscoa terminou com um menino de três anos encontrando uma granada, no último dia 6 de abril, no sudoeste da Grã-Bretanha.

O explosivo — que se acredita ser uma relíquia da Segunda Guerra Mundial — veio à tona durante um evento comemorativo promovido por uma pré-escola em West Somerset.

Abi Sidaway, de 31 anos, participava do evento de Páscoa com seus dois filhos, Ellie, 5, e Ben, 3, quando viu o caçula em cima de um objeto, tentando erguê-lo com suas mãos, pensando que fosse um ovo de chocolate.
Mas a mãe logo percebeu que se tratava de um explosivo.
Outra testemunha foi Stuart Moffatt, de 34 anos, que acompanhava seus três filhos pequenos na caça aos ovos. Ele disse que estava contando os ovos de chocolate encontrados pelas crianças quando viu "um menino de uns três anos no topo de algo" marrom de cerca de 10 cm de altura.
"Fiquei chocado. O menino (tratava o objeto) como se fosse uma rocha", disse Moffatt, segundo o jornal Daily Mail.

Detonação

A granada estava localizada perto de uma estrada movimentada. E cerca de 25 crianças participavam da caça aos ovos de Páscoa.
As testemunhas alertaram os organizadores e as autoridades foram chamadas.
A polícia fechou a estrada ali perto e chamou o esquadrão antibombas, que isolou o local e detonou o explosivo de forma controlada.

Miss Universo passa a permitir transexuais

A candidata do Miss Canadá, Jenna Talackova, exibe seu passaporte, que a define como sendo do sexo feminino, em imagem da semana passada (Foto: Reed Saxon/AP) O concurso Miss Universo, promovido pelo magnata Donald Trump, anunciou nesta terça-feira (10) que transexuais poderão participar dos campeonatos internacionais de beleza, e a primeira será a canadense Jenna Talackova, que finalmente poderá participar do concurso neste ano.
A justificativa é que os homens que mudaram de sexo merecem o mesmo tratamento do que qualquer outra mulher.
A Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação (GLAAD, sigla em inglês), que lutou pela igualdade de direitos em nome de Talackova, comemorou a notícia.
A candidata do Miss Canadá, Jenna Talackova, exibe seu passaporte, que a define como sendo do sexo feminino, em imagem da semana passada
"A Organização Miss Universo segue as instituições que têm adotado uma postura contra a discriminação das mulheres transexuais", afirmou o porta-voz da GLAAD, Herndon Graddick.
"Os transexuais ainda têm negado a igualdade de oportunidades em termos de habitação, emprego e saúde. A decisão de hoje está em consonância com o crescente apoio público aos transexuais de todo o país", acrescentou.
Paula Shugart, presidente da Organização Miss Universo, disse no site da GLAAD: "Temos uma longa história de apoio à igualdade para todas as mulheres, e isso é algo que levamos muito a sério".
A reversão dessa política de longa data veio após uma campanha de Talackova, 23 anos, que afirma ter passado pela cirurgia de troca de sexo porque nasceu no "corpo errado".
Com cabelos loiros, pernas longas e feições delicadas, Talackova tinha sido selecionada para participar do concurso Miss Universo Canadá, realizado em 19 de maio, mas foi desclassificada no mês passado quando se descobriu que era transexual.

Aluno de 13 anos dirigi ônibus após motorista passar mal

Jeremy Wuitschick assumiu controle de ônibus desgovernado. (Foto: BBC)Menino salva vida de colegas ao assumir volante.
Condutor sofreu convulsão e perdeu o controle do veículo.

Um menino de 13 anos assumiu a direção do seu ônibus escolar após o motorista ter tido uma convulsão e perdido o controle do veículo.
O jovem Jeremy Wuitschick estava a caminho da escola na cidade de Fife, no Estado americano de Washington.
O garoto da sétima série pulou de seu assento, assumiu o volante e conduziu o veículo para a lateral da estrada.
Menino salvou vida de colegas ao assumir volante. (Foto: BBC)Menino salvou vida de colegas ao assumir volante.
Em seguida, desligou o motor e retirou as chaves da ignição.
Um administrador da escola, que estava passando de carro pelas imediações, entrou no veículo e fez primeiros socorros no motorista, que está atualmente hospitalizado.
Graças à destreza do jovem Jeremy, ninguém ficou ferido no incidente.

Prefeito de Mari e 1ª dama são acusados de agressão e racismo

Evento com ministro da Previdência Social na Paraíba terminou na delegacia após tumulto visita do ministro da Previdência Social, Garibalde Alves, deixou uma agência de atendimento do INSS em Mari. 

O evento festivo, que trouxe bastantes aplausos ao prefeito Antônio Gomes (PSDB) também deixou ‘uma dor de cabeça’ para o gestor e sua esposa, Rosineide Cunha, que protagonizaram o início de um atrito físico com Erica Morgana de 27 anos. Eles estão sendo acusados de agressão e racismo.


A denuncia foi feita na delegacia da cidade. Erica afirma que sofreu duas cotoveladas do prefeito e que a primeira-dama, que também é secretária de Ação social do município, teria lhe chamado de “nega safada” durante o evento na cidade.

“O que essa nega safada faz aqui”, teria dito Rosineide Cunha guando viu o tumulto envolvendo Érica e o prefeito, ao lado do palco onde as autoridades ficaram.

O pivô do desentendimento foi o ‘ciúme político’ pela passagem do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) na cidade.

Quando chegou a Mari, Cássio seguiu para a fazenda de Marcos Martins, ex-prefeito da cidade, filiado ao PSB e opositor do prefeito. Marcos e o senador chegaram juntos ao evento.

Muitas pessoas não entenderam o empurra empurra que aconteceu guando Cássio chegava ao palco. Em meio aos aplausos que o senador recebia, se percebia a gritaria e os empurrões próximo ao tucano. Era neste momento, que segundo Erica, as agressões física e verbal aconteceram.

Acontece que o prefeito tentou chegar ao lado de Cássio no palco, mas não aguentou as provocações dos adversários.

Durante seu discurso, Cássio saudou o prefeito, mas fez questão de registrar a presença de Marcos Martins, a quem usou para cumprimentar os prefeitos da região no evento.

Erica conta ainda que sofreu agressão de auxiliares do prefeito que teriam puxado seus cabelos e lhe empurrado.