segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

NO CORREDOR DO BLOCO VIRGENS DE TAMBAÚ DROGADOS MATAM HOMOSSEXUAL E DEIXAM OUTRO GRAVEMENTE FERIDO

Adolescentes em grupo, fazendo uso de drogas, atacaram homossexuais no corredor da folia do bloco Virgens de Tambaú. O saldo do ataque foi um morto e outro em estado grave.
Um dos foliões atacado é atend
Um dos foliões atacado é socorrido
O grupo, que disse pertencer a facção criminosa Al Qaeda, agrediu primeiro um homem identificado até o momento por Flávio. Ele foi vítima de socos, ponta pés e golpes de canivete.
Ele foi deixado esvaindo em sangue no meio da rua.
Sorrido por equipes do Samu, foi levado ao Hospital de Trauma, onde faleceu.
Logo depois de atacar e matar Flávio, o grupo cercou outro homossexual que participava do desfile.
Ricardo de Sousa Silva, 23, também foi alvo de socos, ponta pés e golpes de estilete. Ele só foi deixado porque ficou inconsciente.
Socorrido, está internado em estado grave no Trauma.
Depois dos dois ataques, policiais entraram em ação e detiveram três adolescentes. Eles disseram que apenas assistiram os ataques.

DELEGADA FALA DA TRAGÉDIA EM QUEIMADAS: 5 MULHERES ESTRUPADAS E DUAS MORTAS

EM QUEIMADAS: estupro de cinco mulheres foi armado e morte foi só queima de arquivo, diz delegada
A delegada responsável pela investigação do caso, Cassandra Maria Duarte - titular da especializada em homicídios revelou no início da tarde desta segunda-feira (13), durante coletiva de imprensa, um fato inusitado sobre a barbárie que foi registrada no município de Queimadas, que deixou um saldo de cinco mulheres estupradas e duas mortas, no fim de semana – - praticamente todos os homens que estavam presentes na festa de aniversário onde o crime aconteceu sabiam do plano para estuprar as mulheres .
Segundo a delegada, as investigações apontam que as duas mulheres que foram executadas reconheceram os acusados e por isso foram assassinadas brutalmente. O objetivo da ação era apenas o estupro, mas como a situação saiu do controle, duas mulheres tiveram as vidas ceifadas.
"Eles estavam encapuzados, no entanto, no momento do crime, elas reconheceram os acusados como sendo membros da família que promovia a festa. Tudo foi planejado. Os criminosos agiram sem pena. Tudo foi praticado por pura maldade. As duas mulheres mortas não eram o alvo inicial. A princípio eles queriam Pricila e Isabele" comentou Cassandra Maria.
Ainda segundo a delegada, o crime teria sido armado pelo dono da festa. O plano criminoso era estuprar as mulheres e usar a casa como uma espécie de cabaré. A motivação do crime era apenas a vontade de praticar sexo proibido.  
  As mulheres assassinadas foram executadas com disparo de pistola calibre 40, de uso exclusivo das forças armadas. Uma das vítimas, de 29 anos, foi morta em frente à igreja, no Centro da cidade, com quatro tiros, sendo dois na cabeça. Já a outra mulher, de 27 anos, foi encontrada, dentro do carro utilizado na fuga, na estrada que liga Queimadas a Fagundes. Ela foi morta com três tiros.
Dos nove acusados presos, a polícia divulgou a foto de sete envolvidos e também imagens do material apreendido com os criminosos como armas de grosso calibre, drogas e dinheiro. A maioria dos bandidos é de Campina Grande. 
cofira o caso na matéria a seguir

TRAGÉDIA EM FESTA DE ANIVERSÁRIO EM QUEIMADAS HOMENS ESTRUPARAM VÁRIAS MULHERES E DUAS FORAM FORAM MORTAS

Bastidores da tragédia em Queimadas: todos os homens da festa premeditaram estupro coletivo, que seria 'presente' do aniversariante

A delegada Cassandra Duarte fez uma revelação surpreendente na manhã desta segunda-feira: todos os homens que participaram da festa de aniversário premeditaram o estupro coletivo das mulheres em Queimadas. A violência sexual foi um "presente" dado ao aniversariante, Eduardo Santos Pereira, 28 anos, pelo irmão dele, Eduardo.
Esposas dos dois principais estupradores – os irmãos Eduardo e Luciano – estavam na cena do crime. Só elas foram poupadas.
Os alvos principais eram duas irmãs. Elas levaram uma amiga, que também foi estuprada, junto com mais duas convidadas.
Cinco mulheres sofreram violência sexual e duas foram mortas.

A prisão deles foi decretada enquanto assistiam a comoção provocada pela morte brutal das duas mulheres. Eles são apontados como mentores da tragédia.
Grupo será apresentado hoje
Grupo será apresentado hoje (Foto: @SouzaNetoTC
Antes deles, uma operação coordenada pelos 2º e o 10º Batalhão da Polícia Militar e integrantes da Polícia Civil já havia detido sete acusados de participação no crime.
Com o bando, a polícia encontrou um carro importado e uma moto 600 cilindradas.
Barbárie: Em festa de aniversário bandidos estupram todas as mulheres e matam duas no Agreste
Reconhecimento e morte
Enquanto rolava o estupro, a recepcionista Michele Domingos da Silva, 29, e a professora Isabela Jussara Frazão Monteiro, 27, selaram suas mortes: elas reconheceram seus algozes.
As vendas que tapavam seus olhos afrouxaram e permitiram que elas vissem os autores do estupro, entre eles o aniversariante.
“No momento em que reconheceram, decretaram seus assassinatos”, disse delegada.
De acordo com a delegada, todo o crime foi premeditado. E as mulheres foram escolhidas a dedo.
Para simular invasão, o grupo chegou armado e encapuzado a casa de Eduardo. Eles separaram os homens das mulheres.
Michele, Isabela e mais três garotas foram trancafiadas em um quarto, onde foram submetidas ao estupro coletivo.
Prisões
Nove homens – entre os quais três adolescentes – foram detidos. Mas um dos acusados ainda está foragido.
Os irmãos Eduardo e Luciano foram presos no velório de Michele e Isabela, em meio a comoção pelas mortes das mulheres.

vendedor de picolé é morto na praia do Amor em Conde


Jovem é morto na Praia do Amor no Conde
Um jovem foi assassinado na Praia do Amor, no município do Conde, na Grande João Pessoa, no meio da rua, na madrugada deste domingo (12).
O jovem estava sem identificação, mais segundo informações da polícia ele se chamava Dudu e tinha 25 anos. A vítima era vendedor de picolé e estava bebendo em uma casa de taipa com o suspeito conhecido como Edvaldo - na rua Vila Chifre de Ouro -, quando foi executado com um tiro na cabeça.
Ainda não se sabe as razões do crime, porque prevalece a lei do silêncio. O suspeito do crime está foragido.  

Polícia apreende 18 quilos de drogas enterradas dentro de tonel

    Políciais militares da Força Tática do 7º Batalhão aprenderam, neste domingo (22), aproximadamente 18 kg de uma substância se...