sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

SUSPEITOS DE ASSASSINAR MAIS DE 30 CÃOS E GATOS FORAM PRESOS



Oito gatos e um cachorro foram retirados pela Polícia Civil por volta das 12h30 desta sexta-feira (13) da casa de Dalva Lina da Silva, de 42 anos, suspeita de matar mais de 30 animais e abandonar seus corpos na calçada de uma rua da Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. Os animais estavam vivos e aparentemente em boas condições de saúde. Eles foram levados pelos policiais para o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC). Lá, serão feitas as formalidades para que os gatos possam ficar sob a responsabilidade da ONG Adote um Gatinho.

O ESTADO DE SAÚDE DO HUMORISTA CHICO ANYSIO PIORA


O processo de retirada do respirador do humorista Chico Anysio, que vinha acontecendo há mais de uma semana, foi suspenso nesta sexta-feira (13), de acordo com o boletim médico do hospital Samaritano, no Rio, onde ele está internado desde o dia 22 de dezembro.
Na sexta-feira (6), ele foi submetido a uma traqueostomia (cirurgia na traqueia), para acelerar o processo de retirada do aparelho. Chico Anysio já passava momentos do dia respirando sem a ajuda de aparelhos, mas, de acordo com o médico Luiz Alfredo Lamy, “o quadro clínico do paciente se desestabilizou, regredindo um pouco”, e o processo de retirada do respirador foi suspenso. Ainda de acordo com o boletim médico, a pressão arterial do paciente está mantida com medicamentos e ele faz uso de antibiótico.

O estado clínico do humorista de 80 anos ainda inspira cuidados. Chico Anysio continua no CTI do Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, onde está internado desde o dia 22 de dezembro por conta de um sangramento digestivo. O sangramento foi controlado e ele chegou a deixar o CTI, mas apresentou um quadro de infecção pulmonar. Depois disso, no dia 29, houve um novo episódio de sangramento, que vem mantendo o paciente no centro de terapia intensiva.
Em novembro, Chico Anysio esteve internado por causa de uma infecção urinária. Ele chegou a receber alta no dia 21, mas a hemorragia digestiva do dia seguinte fez com que voltasse ao hospital.

Em dezembro de 2011, o Fantástico prestou uma homenagem ao humorista num quadro em que misturou jornalismo e dramaturgia para mostrar um pouco dos 60 anos de carreira de Chico e seus 209 personagens
.

153 CIDADES DE MG ESTÃO EM ESTADO DE EMERGÊNCIA

Levantamento da Defesa Civil divulgado hoje, sexta-feira, 13, mostra que 153 cidades de Minas Gerais já decretaram situação de emergência desde outubro do ano passado, por conta dos temporais que atingem o Estado. Entre os 215 municípios atingidos pelas chuvas, mais de 3 milhões pessoas foram afetadas. O Estado tem cerca de 50 mil desalojados e quase 5 mil desabrigados. Quinze pessoas morreram e três ainda estão desaparecidas. Crédito. O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) está operando uma linha de crédito especial para atender as empresas que sofreram prejuízos com as chuvas. Os pedidos de financiamento devem ser encaminhados ao BDMG até o dia 31 de maio de 2012 e a documentação solicitada, até 30 de junho.

O Programa Emergencial de Socorro a Empresas e Cooperativas com Empreendimentos Afetados por Chuvas Intensas (Fundese Solidário) dará apoio financeiro às micro e pequenas empresas e cooperativas para a reparação de danos causados por chuvas e inundações. Essa é uma das medidas anunciadas pelo governador Antonio Anastasia (PSDB) em apoio às cidades afetadas pelas enchentes. O decreto que cria essa linha de crédito especial foi publicado na edição de quarta-feira do Jornal Minas Gerais.

Para solicitar o financiamento, é preciso preencher um formulário que estará disponível no site do BDMG em breve. Outra opção é procurar um dos parceiros do banco - Cecremge, Crediminas, Fiemg, FCDL, Fecomércio, Federação dos Contabilistas, Federaminas e Sebrae-MG - na cidade ou região em que está localizada a empresa. Este ano, o BDMG conta também com os correspondentes bancários. São 36 cooperativas já credenciadas que poderão auxiliar as empresas que necessitarem do crédito a fazer o pedido de financiamento.

Os recursos poderão ser usados em investimentos fixos para substituição e reparos de ativos danificados e também para recomposição de capital de giro, para cobrir gastos com a folha de pagamento, fornecedores, impostos, taxas, aquisição de insumos, mercadorias para revenda e material de consumo.