terça-feira, 28 de junho de 2011

Vigilante e doméstica são presos por incêndio à casa de prefeito


Um vigilante de 25 anos, e uma trabalhadora doméstica de 29 anos, foram presos no último fim de semana sob suspeita de planejarem o incêndio à casa do prefeito do município de Itaberaba, a 273 km de Salvador, no dia 16 de junho deste ano. Segundo a polícia, os dois eram funcionários da casa do prefeito e também são investigados pelo desaparecimento de R$ 5 mil, guardados em uma cômoda.

Para o delegado Marcus Alessandro de Oliveira, titular da delegacia local, que investiga o caso, a cômoda foi o único imóvel que não foi destruído pelo fogo e este fato levanta suspeita de ter sido um incêndio criminoso. Ele comenta ainda que, durante as investigações, o vigilante confessou a autoria do crime e revelou a participação da doméstica na elaboração do plano e na indicação do local onde o dinheiro estava escondido após o crime: dentro de um buraco cavado no próprio terreno da casa.

As prisões foram executadas pelo 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin). De acordo com o delegado Jorge Figueiredo Júnior, o vigilante já tem passagens pela polícia por furto e roubo. Eles foram autuados em flagrante por crime de furto qualificado e pelo crime de incêndio.

Casal é preso com 20kg de crack em frente a cemitério



Um casal foi preso em flagrante agora há pouco com 20 kg de crack dentro de um veículo. A prisão ocorreu em frente ao Cemitério Senhor da Boa Sentença, no Bairro Ilha do Bispo, em João Pessoa. A droga está avaliada com R$ 375 mil.

Droga apreendida com o casal

Segundo informações do repórter Emerson Machado, Tv Correio, a mulher identificada por Ticiane e o ex-presidiário foram pegos após denúncias de presos que informaram sobre o casal de traficantes e o as barras de crack.A droga seria distribuída na grande João Pessoa.

O entorpecente estava numa sacola dentro do veículo Gol de placa MNQ 2506, Santa Rita – PB. Com a dupla, ainda foram econtrados 4 celulares. A apreensão da droga foi feita pelo delegado Allan Murillo e por policiais da DRE.

A droga e o casal serão apresentados a imprensa na Central de Polícia, através de uma coletiva na tarde desta segunda-

Médicos investigam caso de garota que ‘chora’ sangue


adolescente cearense que afirma sangrar pelos olhos quando fica nervosa, triste ou ansiosa está sendo investigado por médicos paulistas. Em Meridiano, no interior de São Paulo, onde a estudante mora há dois meses, ela é conhecida pela população como ‘a garota que chora sangue’. A jovem também relata que sangra em outras partes do corpo. O Hemocentro do Hospital de Base de São José do Rio Preto apura se esses sangramentos são decorrentes de uma coagulopatia (distúrbios da coagulação sanguínea) ou problemas emocionais. Um tipo de tumor é a hipótese mais remota. Só após o resultado dos testes a que ela será submetida será possível definir um tratamento.

Um médico de Meridiano, município de quase 5 mil habitantes, e o prefeito da cidade afirmam ao G1 terem visto o sangramento em Débora Oliveira dos Santos, de 17 anos. A mãe da estudante, que deixou o Ceará com a família em busca de um tratamento para a filha no estado de São Paulo, confirma a história. A prima encaminhou fotos que mostram os olhos da jovem sangrando. Um vídeo também foi postado na internet e exibe uma das crises da garota.

“Eu me controlo para não chorar. Não posso me exaltar bastante porque vou sangrar. Eu ainda não me acostumei. É muito chato eu não poder me expressar. Vou fazer prova, fico nervosa, choro e sai sangue. Alguns meninos e meninas ficam assustados e sentem nojo. Ficam longe de mim. Então eu fico meio que isolada dos demais. A minha sorte é que os professores são a melhor coisa da escola”, diz Débora.

PRF aponta irregularidades em veículos escolares de 20 Municípios e do Estado

O Ministério Público da Paraíba recebeu, na última segunda-feira (16), um relatório da Polícia Rodoviária Federal com informações rela...