domingo, 10 de abril de 2011

A PRESIDENTE DILMA É AVALIADA POR MULHERES SIMPLES E FAMOSAS; Veja o que elas pensam sobre o Governo de Dilma

Ana Mª Gomes Jornalista e empresária do Sistema J.A “ Em menos de quatro meses avaliar um governo de curta existência não é tarefa fácil já que, na maioria dos campos, têm-se apenas uma carta de intenções. Algumas mudanças de postura são positivas, em relação ao governo Lula ( seu antecessor), como no que diz respeito à questão de direitos humanos e à iniciativa de um diálogo mais maduro com um importante parceiro comercial . No que tange à economia, a intenção de reduzir despesas do governo é louvável – se for colocada em prática na magnitude necessária, tanto melhor. O discurso de combate à inflação também merece ser aplaudido, embora sejam quase inexistentes os sinais de uma convergência para oproximo ano. Os propósitos são nobres, mas as ações ainda são tímidas. Eu acredito que Dilma não só irá dar continuidade ao governo de Lula, mas que com o geito feminino agindo com mais amor ela vai fazer a diferença, e mostrará que a mulher sabe limpar a casa. ”
Ana Hickmann (Foto: AH Divulgação)Ana Hickmann (Foto: AH Divulgação)

Ana Hickmann, modelo, apresentadora e empresária “As medidas que estão sendo tomadas para conter a inflação são prudentes e rápidas. O que preocupa é a alta carga tributária que assola os empresários com uma perspectiva de termos a CPMF novamente, o que seria inviável. Já pagamos nos nossos empréstimos um IOF adicional que encarece nosso capital de giro, tornando as linhas de crédito ainda mais inviáveis.”


Ana Maria Braga (Foto: Reprodução/TV Globo)Ana Maria Braga


(Foto: Reprodução/TV Globo)

Ana Maria Braga, apresentadora "Nestes cem dias de governo, sinto que a força política da nossa presidenta é incontestável. Dona de um pragmatismo único, a nossa chefe de Estado mostrou-se gestora, fez críticas duras e teve desafios importantes como o corte orçamentário, por exemplo. Mesmo diante de tantos desafios a serem cumpridos, ela mantém uma popularidade recorde e nos dá uma sensação de conforto e de que caminhamos para um futuro melhor."


Angélica, apresentadora (Foto: João Miguel Júnior/TV Globo)Angélica (Foto: João Miguel Jr/TV Globo)

Angélica, apresentadora “Me surpreendi positivamente. Nossa presidente está mais firme e demonstrando mais carisma. Acho que é a tranquilidade pós campanha. Que continue assim.”


Camila Pitanga, atriz (Foto: Agência Estado)Camila Pitanga (Foto: AE)


Camila Pitanga, atriz "Honestamente falando, não tenho ainda muito o que dizer. Ainda estou sentindo, observando os caminhos que a Dilma vem tomando. Mas torço muito pelo projeto dela, pelas propostas que ela apresentou durante a campanha."


Cissa Guimarães (Foto: Divulgação/TV Globo)Cissa Guimarães


(Foto: Divulgação/TV Globo)

Cissa Guimarães, atriz e apresentadora "Ainda não vi ao que ela veio. Ainda não senti nenhuma firmeza nela. Claro que acho um barato ter uma presidenta, ver nós mulheres conquistarmos nosso espaço, mas até agora o que vi foi só uma continuação. Vamos ver se o lado feminino dela melhora as coisas."


Cléo Pires (Foto: Agência Estado)Cléo Pires (Foto: Agência Estado)

Cléo Pires, atriz "Estou um pouco por fora dos detalhes do governo, mas minha mãe esteve com a Dilma em um encontro para falar de cinema e voltou dizendo coisas maravilhosas. É muito construtivo que esteja uma mulher no poder, lutamos tanto por isso e conseguimos romper com essa sociedade patriarcal. Política é muito difícil, a gente só fica sabendo das coisas pelos jornais e muitas vezes as notícias vêm escritas de uma forma desonesta, montada. Minha impressão é de que a Dilma é muito agregadora, ela parece querer reunir forças para levar o país para frente. É lindo ver que cada vez mais o Brasil está se tornando um país que ajuda, ao invés de ser ajudado. E ajuda de uma forma não-imperialista, é bacana."


Daiane dos Santos, ginasta (Foto: Divulgação/Esporte Clube Pinheiros)Daiane dos Santos (Foto: Esporte Clube Pinheiros)
Daiane dos Santos, 28 anos, ginasta “Acredito que ainda seja cedo para avaliar o governo da nossa presidente Dilma Rousseff. Porém, como atleta, posso garantir que conheço de perto as necessidades do esporte no nosso país. Precisamos entender que o mundo todo está olhando para nós. Receber uma Copa do Mundo e uma edição dos Jogos Olímpicos é um fato que, se for bem aproveitado, pode mudar para sempre a história do esporte no Brasil. Não devemos poupar investimentos em estrutura e na formação de atletas, acreditando que tudo o que está sendo feito hoje será aproveitado não só para 2014 e 2016, mas irá durar para sempre.”
Débora Lyra, miss Brasil (Foto: Divulgação/Fábio Nunes)Débora Lyra (Foto: Divulgação/Fábio Nunes)

Débora Lyra, 21 anos, modelo e miss Brasil 2010 “Mesmo cem dias de governo sendo pouco para avaliá-la, posso dizer que venho me surpreendendo com os discursos e medidas que nossa presidenta vem tomando. Espero que durante e no final de seu mandato estejamos satisfeitos. Minha expectativa em relação a este governo é bastante positiva e espero não ser desapontada, assim como a maioria dos brasileiros que votaram nela.”


Elke Maravilha (Foto: Reprodução/TV Globo)Elke Maravilha (Foto: Reprodução/TV Globo)

Elke Maravilha, atriz "É muito cedo para avaliar, tirar conclusões, mas estou torcendo para o Brasil. Para dizer a verdade, não gosto da ideia de uma mulher no poder. A mulher é mantenedora, puxa a gente para a terra. O homem é como o passarinho, que gosta de voar, arriscar. Enquanto a natureza da mulher é mais tranqüila, a do homem é ousada, desbravadora. E o Brasil precisa de gente que arrisque, que não tenha medo da loucura, da ousadia. Os homens já provaram historicamente que são melhores governantes. Não confio muito em sociedades matriarcais."


Ivete Sangalo (Foto: Divulgação)Ivete Sangalo (Foto: Divulgação)

Ivete Sangalo, 38 anos, cantora "Todo início é de euforia e emoções. Prefiro, com prudência, aguardar mais tempo para fazer uma análise da performance da presidenta Dilma. O meu desejo é que o Brasil tenha sorte de ser bem administrado e bem guiado por ela. O meu desejo é de boa sorte, e não de análise. São cem dias que reverberam como uma eternidade. O fato de ser uma mulher à frente de um país como o Brasil já deixa as mulheres orgulhosas, mas isso não muda o fato de querermos uma performance positiva."


Marcela Temer (Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência da República)Marcela Temer (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Marcela Temer, mulher do vice-presidente Michel Temer “Nesses primeiros cem dias, a presidenta Dilma manteve o compromisso com o fortalecimento da participação feminina na vida pública do país, desde uma maior presença das mulheres no primeiro escalão do governo até o lançamento de programas de saúde destinados à população feminina, como os de prevenção ao câncer e o Rede Cegonha.”


Marília Pêra, atriz (Foto: Agência Estado)Marília Pêra (Foto: AE)


Marília Pêra, atriz "Em minha maneira de sentir, o simples fato de a presidente Dilma ser discreta, trabalhadora, falar pouco, em volume suave, e tentar ir ao teatro, apesar de sua agenda repleta de compromissos, já é um "a mais" significativo para a nossa educação. Como cidadã e mulher, estou torcendo pela felicidade da presidenta e consequente desenvolvimento pacífico e gentil do nosso país.


Marina Silva (Foto: Tiago Queiroz/AE)Marina Silva


(Foto: Tiago Queiroz/AE)

Marina Silva, ex-senadora, foi candidata à Presidência da República em 2010 pelo PV "Nesse inicio de gestão, estamos vendo um governo que mantém as linhas básicas do governo Lula, como se propunha, tanto nos acertos quanto em alguns dos erros. Torcemos para que o país continue avançando na área social. A presença de pessoas como Tereza Campello e Ricardo Paes de Barros indicam essa disposição. Na política externa, está havendo uma inflexão importante, mais coerente com nossa histórica posição de defesa da democracia e dos direitos humanos. A economia tem sido objeto de muita preocupação pela pressão inflacionária e pela dificuldade do governo em definir melhor qual a sua forma de atuação. Na área socioambiental, há uma enorme expectativa por um posicionamento mais efetivo pela manutenção das conquistas e na implantação de políticas de transição para uma economia de baixo-carbono. A atuação do governo na discussão sobre as mudanças no Código Florestal no Congresso e na correção dos sucessivos erros de Belo Monte revelarão se a política ambiental irá retroceder ou avançar.”

Bode celebridade no interior da PB


Um bode ficou famoso e virou celebridade na cidade de São José de Piranhas, alto sertão paraibano, quando escapou da morte. O animal ia ser abatido para servir de buchada numa festa familiar, mas no dia que seria morto, morre um familiar do seu dono.

A data foi adiada e sempre que chegava o dia do abate, morria algum parente do dono do bode. Na cidade circula ainda a notícia que o bode se ajoelhou para não ser morto. Depois de todos os acontecimentos, o bode que ganhou o apelido de “Diouro”, anda tranquilamente pelas ruas de São José de Piranhas.

A fama do bode “Diouro” vem crescendo dia-a-dia e não é muito difícil encontrá-lo pelas ruas e bares da cidade paraibana. Além de se tornar celebridade, arrebatando estórias interessantes, o bode paraibano gosta de tomar pinga e cerveja e não dispensa uma ponta de cigarro.

Além do mais, quando está com fome e não encontra fácil o que comer, dá um de esperto e rouba pacotes de bolachas da primeira mercearia que encontra.

O dono do bode Otonilton do Carmo Lira, mais conhecido por “Diouro”, disse ainda que foram muitas as coincidências para que o bode não fosse morto. "Eu fiquei preocupado e achei por bem deixar o bode morrer de velho”.

O bode ganhou o mesmo apelido do dono, Otonilton falou com a voz meia embargada que “teve ainda um pedido de minha filha de 6 anos para não matar o bode. Daí eu desisti de vez. Se depender de minha vontade, ninguem molesta este animal”, finalizou.