sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Diretora denuncia existência "fantasmas


Folha extra e funcionários fantasmas em um dos setores mais essenciais para a sociedade, a educação. A denúncia da existência desse tipo de desmando não vem de Brasília. O fato, segundo denúncias da diretora de uma escola estadual em Campina Grande, aconteceu aqui mesmo, na Paraíba, na Secretaria de Educação do Estado.

Pior, a tentativa de barrar a prática fez com que a funcionária pública sofresse perseguição e tivesse que enfrentar dentro da própria escola a abertura de duas “CPIs” que tinham o objetivo de derrubá-la do cargo.

De acordo com a denúncia feita pela gestora, as faltas dos “fantasmas” tinham que ser, obrigatoriamente, abonadas por ela. “Para se ter uma idéia, quando eu colocava 30 faltas (que bloqueia o pagamento) e levava essa frequência para 3ª região, o funcionário de lá ficava doido pois Socorro Ramalho não ia enviar para João Pessoa, eu tinha de tirar as faltas (nunca tirei uma sequer)”, revelou a diretora em entrevista ao PolíticaPB.

Conforme relato da gestora da escola, como ela não retirava as faltas dos “fantasmas

Na PB 16 políticos possuem rádios e TVs; ministro defende que políticos não tenham concessão


O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo Silva, defende que os políticos sejam proibidos de ter concessão de rádio e TV. A proposta consta do anteprojeto de lei de comunicação eletrônica deixada pelo ex-ministro Franklin Martins, que o governo colocará em discussão.

Na Paraíba 16 políticos possuem concessões de rádios e TVs, isso sem contar o caso onde os veículos encontram-se nas mãos de terceiros. O Estado é o oitavo em todo Brasil em números de políticos comandando veículos de comunicação. O levantamento foi feito pelo PolíticaPB tendo como base dados dos sites Donos da Mídia ( www.donosdamidia.com.br ) e Transparência Brasil ( www.transparencia.org.br ).

Grupos de extermínio faz ameaças ao governador Ricardo Coutinho


Grupos de extermínio estariam determinados a desestabilizar o governo de Ricardo Coutinho (PSB), através de ações criminosas em todo o estado. A denúncia foi feita na manhã desta quinta-feira (06/12) pelo deputado federal Luiz Couto (PT), em entrevista à rádio CBN/Correio de João Pessoa. A “ação ousada”, de acordo com o parlamentar, é uma espécie de “recado” dos bandidos ao governador, que prometeu priorizar a segurança pública com um intenso combate à criminalidade. Couto revelou que recebeu um telefonema anônimo de um homem, que teria comentado sobre recentes execuções realizadas neste início deste ano na capital. - Ele me disse que essas ações criminosas eram um aviso ao governador. Na verdade eu vejo isto como uma tentativa de desestabilizar e de mostrar força ao novo governo - observou. Para o deputado, o telefonema deve ter partido de um policial corrupto, dos muitos que integram esses grupos de extermínio na Paraíba. “Eles estão querendo mostrar a Ricardo - que prometeu resolver o problema - que são fortes e organizados”, explicou. Ainda de acordo com Luiz Couto, o suposto homem teria citado como exemplo dessas ações criminosas execução de um morador de rua, que aconteceu à luz do dia, no início da semana, em frente ao restaurante Cassino da Lagoa, na capital. Dois homens, que estavam em uma moto preta, abordaram e deram vários disparos de revólver na vítima. O deputado acredita e deposita irrestrita confiança na determinação do governador Ricardo Coutinho de combater a criminalidade que se instalou na Paraíba, principalmente nos últimos meses. Para isto, ele sugere que a Polícia deve trabalhar com as suas “forças de inteligência” no encaminhamento de soluções para o problema. Apesar de tudo e das dificuldades que o novo governo vai enfrentar para reestruturar a área de segurança pública, Luiz Couto acredita que “existe uma solução possível”.

HOMEM DE 28 ANOS É EXECUTADO A TIROS NO CONDE


A vitima Jorge Avelino Martins, 28 anos, tinha morada fixa no bairro do Grotão em João Pessoa, mas atualmente estava resídindo no Conde, foi assassinado com 11 disparos de pistola calibre .40. O crime aconteceu no início da noite de quinta-feira (6) no município do Conde, Litoral Sul do Estado.

A equipe reportagem da rádio J.A estava no local e de acordo com o cabo Nicélio, do destacamento do Conde, por volta das 18 horas, a Polícia Militar foi acionada para prestar apoio a uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel (Samu) que estava indo à comunidade Nossa Senhora da Conceição, para socorrer uma pessoa ferida a bala.

Ao chegar ao local, os policiais encontraram o homem agonizando no chão. Jorge Avelino recebeu os primeiros socorros no local e depois foi e levado para o Hospital de Emergência e Trauma, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância do SAMU.

A causa do crime prevalece a lei do silencio. Moradores daquela localidade não quis dar informações.

Prefeita de Conde discute medidas para ampliar a segurança no município

  A prefeita de Conde Márcia Lucena reuniu-se na manhã desta terça-feira (5) com autoridades policiais do Estado para discutir a amp...