terça-feira, 23 de novembro de 2010

Paraíba faz campanha para aumentar estoque de sangue


A Hemorrede do Estado, formada por dois hemocentros e dez hemonúcleos, recebe mensalmente em média sete mil doações de sangue o que é suficiente para atender a demanda dos hospitais públicos e privados da Paraíba, durante um mês. Para garantir a regularidade do estoque e conquistar novos doadores, o Hemocentro da Paraíba (foto) está realizando a Semana Nacional do Doador de Sangue, que teve início na última segunda-feira (22) e vai até o próximo sábado (27).

Requisitos - Para ser doador, é preciso que as pessoas tenham de 18 a 65 anos, com peso acima de 50 kg, que não estejam tomando remédio controlado, não tenham ingerido bebida alcoólica até 24 horas antes da doação e estejam gozando de boa saúde. Todo o material coletado passa por exames de sífilis, HIV, hepatite B e C, entre outros, que garantam a qualidade do sangue coletado. “Não existe risco no ato de doar sangue. Todo o material é descartável e também não é necessário ficar doando sangue sempre, só porque doou uma vez”, lembrou Vânia Pereira.

Hemorrede - Os dois Hemocentros estão localizados nas cidades de João Pessoa e Campina Grande e os dez hemonúcleos nos municípios de Guarabira, Picuí, Monteiro, Princesa Isabel, Patos, Piancó, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa e Catolé do Rocha.

Bumbum à mostra: Deborah Secco grava com microshortinho



Atriz foi clicada durante gravação de 'Insensato Coração' em condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Esta é para os marmanjos: Deborah Secco gravou "Insensato Coração" com microshortinho que deixava parte de seu bumbum à mostra nesta terça-feira, 23. A atriz viverá Nathalie L'Amour, uma ex-participante de reality show, na próxima novela das oito. Para isso, ela alongou o cabelo e adotou um tom bem loiro nos fios, além de pegar pesado na malhação.

Motorista não ficou ferido. Área é vistoriada por engenheiros.


As chuvas também causaram estragos em Betim, na região Metropolitana de Belo Horizonte. Uma cratera se abriu na Avenida Edméia Matos Lazzarotti, no bairro Angola, e um carro acabou caindo no buraco nesta terça-feira (23). De acordo com o Polícia Militar em Betim, o acidente aconteceu por volta das 5h30, mas o motorista não se feriu.
A Prefeitura de Betim informou que engenheiros da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), da Secretaria Municipal de Obras e da Secretaria Municipal de Infraestutura vistoriam a área. Ainda segundo a prefeitura, uma obra de saneamento é realizada em um outro trecho da via.

Morte e desabamento em Belo Horizonte
Uma pessoa morreu por causa das fortes chuvas na madrugada desta terça-feira (23), na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As informações são da Polícia Militar (PM). Ainda segundo a corporação, o corpo do homem foi encontrado às margens do córrego do Onça, na altura da Rua Cinquenta, no bairro Ouro Minas, na região da Pampulha.

Os bombeiros retiraram o corpo do córrego e informaram que o homem teria morrido afogado. De acordo com informações Batalhão de Trânsito de Belo Horizonte, vários pontos da cidade ficaram alagados. Na capital, a Avenida Cristiano Machado, na região nordeste, foi um dos principais pontos de enchente. No local, cerca de 40 pessoas ficaram ilhadas em cima de um ônibus de viagem.

Já na região da Pampulha, também em BH, uma criança e dois adultos ficaram feridos depois que um barranco cedeu na manhã desta terça-feira (23

Pai e madrasta acusados de esquartejar crianças vão a júri


Deu início às 9h desta terça-feira (23), no fórum de Ribeirão Pires, no ABC, o julgamento do segurança João Alexandre Rodrigues, de 32 anos, suspeito de matar e esquartejar com a ajuda da mulher, Eliana Aparecida Antunes Rodrigues, de 36 anos, os dois filhos dele. O crime ocorreu no dia 5 de setembro de 2008, no mesmo município. Os pedaços dos corpos dos meninos foram espalhados nas proximidades da casa em que moravam.

Funcionários de uma empresa de coleta de lixo encontraram parte de um corpo dentro de um dos sacos que estavam no caminhão, por volta de 0h15 do dia seguinte ao do crime.

Com os trabalhos de busca na caçamba do caminhão, outras partes parcialmente carbonizadas, misturadas a outros objetos, foram encontradas. Por volta da 2h do dia 6, a Polícia Civil e a Guarda Civil foram até a casa das possíveis vítimas, mas ninguém atendeu.

Ao perceberem uma das portas abertas e o vulto de uma mulher, os policiais entraram na casa. Questionada pela polícia sobre onde estavam os meninos, a madrasta disse que eles não haviam voltado do colégio. Nos cômodos da casa, os policiais encontraram manchas de sangue e de queimado, além de um forte cheiro de água sanitária.

Segundo a polícia, Eliana disse na delegacia que seu marido havia asfixiado os filhos com sacos plásticos e ateado fogo nos corpos. Ela contou aos policiais que auxiliou o marido a cortar os corpos com uma foice. Ela teria dito também ter colocado as partes em sacos de lixo, que foram distribuídos pelas ruas do bairro.

João Alexandre foi preso no local onde trabalhava. A polícia fez o pedido de prisão preventiva para os dois. Em seguida, foi solicitada perícia para a casa onde viviam.

De acordo com informações do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe) divulgadas na época do crime, o histórico do pai e da madrasta dos meninos era de rejeição e abandono. Foram registrados dois boletins de ocorrência, um em 2005, de abandono, e outro em 2007, de desaparecimento e localização das vítimas.

Gastos com saúde levam 100 milhões de pessoas à pobreza a cada ano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) constatou que 100 milhões de pessoas caem na pobreza a cada ano por causa de gastos com serviços de saúde. O dado consta em relatório da OMS divulgado hoje (22), em Genebra.


A OMS alerta que os países, ricos ou pobres, devem ajustar o financiamento da saúde para oferecer atendimento a toda a população. A organização sugere novas taxas em produtos e transações financeiras como formas de arrecadar mais recursos para o setor.


De acordo com a OMS, se 22 nações emergentes aumentarem em 50% os impostos incidentes sobre o tabaco, conseguirão arrecadar US$ 1,42 bilhão para a saúde. A Índia, por exemplo, teria US$ 370 milhões por ano com uma taxa de apenas 0,005% sobre as transações financeiras estrangeiras.


Segundo a OMS, há desperdício de 20% a 40% dos recursos do setor. O relatório prevê que são necessários US$ 44 por pessoa para oferecer cuidados com a saúde de qualidade nos países em desenvolvimento. Atualmente, 31 países gastam menos de US$ 35 per capita com saúde.

Prefeita de Conde discute medidas para ampliar a segurança no município

  A prefeita de Conde Márcia Lucena reuniu-se na manhã desta terça-feira (5) com autoridades policiais do Estado para discutir a amp...