sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Violência em Bayeux: três homicídios são registrados em menos de 12 horas


Três homicídios foram registrados em menos de doze horas no Município de Bayeux, Região Metropolitana de João Pessoa. Todas as vítimas foram assassinadas a tiros. De acordo com a polícia, o primeiro caso aconteceu por volta das 17h50 desta quinta-feira (21), no bairro do Sesi, próximo a uma casa lotérica. A vítima foi o ex-policial Militar, Josemar Pinheiro da Silva, de 35 anos de idade.

A polícia informou que o crime foi praticado por dois homens. Eles chegaram em uma moto e, sem nada dizer, atiraram várias vezes contra a vítima. A segunda vítima foi o menor Bruno Henrique Nunes da Silva, de 14 anos. Ele caminhava por volta das 21h50, pela Travessa Dom Adauto, na cidade de Bayeux, quando um desconhecido se aproximou e atirou várias vezes contra ele. O menor morreu na hora, sem ter direto a defesa.

Já às 5h40 desta sexta-feira (22), Edmílson Sabino, de 35 anos de idade, foi assassinado com dois tiros de revólver. Os tiros atingiram a boca e uma das pernas da vítima. A polícia informou que o homicídio aconteceu quando o a vítima estava em um Sítio localizado no bairro do Mutirão. Ele e a mulher foram surpreendidos por homens que já chegaram atirando.

Edmílson Sabino ainda foi socorrido por populares que acionaram o Serviço Móvel de Urgência (Samu), sendo encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, onde deveria receber os primeiros socorros, mas foi a óbito. De acordo com o médico do Samu, Rodrigo Rodrigues, o paciente morreu a caminho do hospital.

Balanço do Trauma

No Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, três pessoas vítimas de arma de fogo foram atendidas. Ainda, duas por arma branca, cinco por acidente de moto, uma por atropelamento e duas por agressão.

Às 19h06 desta quinta-feira (21), chegou ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, o segurança, Edivaldo Miranda da Silva, de 30 anos de idade. Ele foi vítima de arma fogo. A tentativa de homicídio aconteceu quando ele trabalhava em uma padaria no centro da cidade de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa.

Já às 20h43, chegou ao hospital Adesilma Lima Silva, de 28 anos. Ela foi vítima de arma branca. A tentativa de homicídio aconteceu no Jardim Veneza, em João Pessoa. De acordo com a polícia, ela foi agredida pela amante do marido. A vítima teve ferimentos no ombro, braços, peito e costas.

Às 21h18, Josevaldo Venâncio Henrique Pereira, de 43 anos, foi vítima de arma de fogo. A tentativa de homicídio aconteceu na cidade de Santa Rita. A vítima foi ferida no braço esquerdo.

Às 22h17 desta quinta-feira, deu entrada o pedreiro Edivaldo José de Oliveira, de 23 anos. Ele foi vítima de arma branca, em Cabedelo. A tentativa de homicídio aconteceu depois que a vítima se envolveu em uma discussão com um colega de trabalho. Ele foi ferido no peito direito e no braço esquerdo.

Às 04h21 desta sexta-feira (22), foi atendido no Hospital de Trauma, José Mizael Hermínio da Silva. Ele foi vítima de arma de fogo. A tentativa de homicídio aconteceu em Araçagi, cidade localizada na Região do Brejo paraibano. De acordo com a polícia, ele estava dentro de casa quando um desconhecido invadiu a residência e foi logo atirando.

Preço do pão francês sobe 9,2% em João Pessoa

O consumidor pessoense está pagando um pouco mais caro pelo pão francês. Uma pesquisa do Procon de João Pessoa divulgada ontem revelou que o quilo do produto sofreu reajuste de 9,2% na Capital desde Setembro. O preço do pão francês chega a variar em 117,5%, com diferença de até R$ 4,10 entre as zonas Leste e Oeste. Foram pesquisadas 27 padarias.O menor preço do quilo do pão francês é R$ 3,49, encontrado na Panificadora Delícias do Trigo (Cristo), que sustenta este valor desde Fevereiro. O valor mais alto é comercializado por R$ 7,59 na Padaria Bonfim, em Tambaú, o que representa uma diferença de 9,2 % em relação à ultima pesquisa realizada em Setembro.

Em comparação à pesquisa anterior com preços do quilo de pão, oito padarias aumentaram o valor do produto e apenas uma reduziu os preços.

Apesar do aumento em algumas padarias, a panificadora Santo António e Panificadora Nossa Senhora da Conceição no Conde, não reajustou preço do pãozinho que continua sendo o mesmo.

Sete travestis armados assaltaram turista pernambucano em Manaíra


Um turista pernambucano foi assaltado na noite desta quarta-feira na Av. Edson Ramalho, uma das principais do bairro de Manaíra. De acordo com José Gerson da Silva, 42 anos, o crime foi cometido por uma ‘gang’ de travestis.
A abordagem, segundo relato do empresário à policia, foi realizada por sete travestis armados que levaram o dinheiro e os objetos de valor que a vítima tinha em mãos, fugindo em seguida. Até o momento os ladrões não foram localizados.

PRF aponta irregularidades em veículos escolares de 20 Municípios e do Estado

O Ministério Público da Paraíba recebeu, na última segunda-feira (16), um relatório da Polícia Rodoviária Federal com informações rela...