quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Recurso de Cássio é encaminhado para redistribuição e novo relator deve ser escolhido nesta sexta

O recurso contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que indeferiu a candidatura do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Senado Federal foi encaminhado na noite desta quinta-feira (9) para a Coordenadoria de Registros Partidários, Autuação e Distribuição (CPADI) após análise da secretaria Judiciária determinada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski. Com isso, o novo relator deve ser conhecido nesta sexta-feira (10).
O recurso de Cássio ainda não foi julgado porque a Coligação Paraíba Unida, em peça subscrita, sustentou erro na distribuição da ação e solicitaram uma nova redistribuição automática. Nesta quinta, após consulta a Secretaria Judiciária o recurso deve ser redistribuído para um novo relator.

Paraíba: Segundo maior percentual de idosos no Nordeste


A Paraíba registrou um aumento no número de nascimentos: a marca passou de cerca de 55 mil, em 2008, para 70 mil no ano passado. Além disso, a população de pessoas acima de 60 anos, que há dois anos representava 10,2% da população total do Estado, saltou para 11,42%, em 2009. No entanto, apesar do aumento no número de idosos, a Paraíba não desponta mais como o Estado nordestino, proporcionalmente, com a população mais velha: Piauí agora lidera a lista da região, com 11,43% de idosos.
Já no ranking nacional, a Paraíba caiu duas posições, se comparada à pesquisa de 2008, ocupando agora o sétimo lugar. O Rio de Janeiro, com 15,04% de idosos, ocupa o topo da relação. Os dados foram apresentados ontem, entre os resultados obtidos através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2009, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
POSTADA POR ANA MARIA GOMES.

Guia eleitoral lidera o ranking de processos no TRE com 61%

Há menos de um mês da disputa nas urnas, são nos tribunais eleitorais que os candidatos ao Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Senado e Câmara Federal vêm travando a concorrência mais acirrada do pleito. Na Paraíba, a batalha jurídica chegou este mês a 298 ações eleitorais movidas por coligações e partidos com objetivo de minguar a participação dos adversários na disputa. Embora a internet tenha gerado a maioria das representações até agosto, as ações relativas ao guia eleitoral tomaram a liderança com mais de 61% dos processos eleitorais.
As 184 representações questionam conteúdo divulgado nas inserções de propaganda política (24 ações) e nos guias eleitorais gratuitos veiculados nas emissoras de rádio (66 ações) e televisão (94). A internet é responsável por 21% do total de ações em sites e blogs, e outras 50 representações tratam de propaganda geral nas ruas, como excessos de sonorização nos carros, colocação de cartazes irregulares e outdoors.

Cai o número de pessoas empregadas na PB; apenas 48,7% estão ocupadas


O mercado de trabalho brasileiro sentiu os reflexos da crise internacional. Em relação a 2008, houve aumento de 18,5% no número de desempregado (de 7,1 para 8,4 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade), sobretudo entre os mais jovens.

Na Paraíba, em 2009, o número de pessoas empregadas diminuiu em 3% com relação a 2008, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) divulgada nesta quarta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2008, o IBGE mostrou que 51,7% das pessoas com 10 anos de idade ou mais eram ocupadas na Paraíba. Já em 2009, esse número caiu para 48,7%. Essa diminuição aconteceu tanto no meio rural quanto no urbano. Em 2008, 54,7% trabalhavam no meio urbano e 58% no rural. Em 2009, 52,7% no urbano e 54,1% no rural. Em 2009, entre as 101,1 milhões de pessoas da população economicamente ativa, 91,7% estavam trabalhando e as demais 8,3% estavam procurando trabalho.

População desocupada cresce 18,5% em relação a 2008 - A população desocupada (8,4 milhões de pessoas em 2009) cresceu 18,5% em relação a 2008, quando havia cerca de 7,1 milhões de desocupados no país. Em 2004 esse contingente era de 8,2 milhões de pessoas. A taxa de desocupação passou de 7,1% em 2008 para 8,3% em 2009, quando foi interrompida a trajetória de queda iniciada em 2006.

Apesar de continuarem sendo a maioria (51,3%) na população em idade ativa (10 anos ou mais), as mulheres ainda eram, em 2009, minoria (42,6%) entre os ocupados e mais representativas na população desocupada (58,3%). Menos da metade das mulheres (46,8%, ou 39,5 milhões) estava ocupada em 2009, entre os homens, 67,8% estavam ocupados, e de 2008 para 2009, a elevação da taxa de desocupação foi mais significativa para elas (de 9,6% para 11,1%) do que para eles (de 5,2% para 6,2%).

Carteira assinada - O número de carteiras de trabalho assinadas teve um leve aumento no Nordeste, 0,5%, e o de carteiras não assinadas diminuiu, 1,2%. No Brasil, de acordo com a PNAD, de 2008 para 2009 houve alta de 20% no número de trabalhadores domésticos com carteira assinada. O IBGE também apontou, pela primeira vez, que 14% os trabalhadores por conta própria trabalhavam em empreendimento com registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Para os empregadores, essa proporção foi de 68,4%.

Postada por Ana Maria Gomes.

Polícia apreende 18 quilos de drogas enterradas dentro de tonel

    Políciais militares da Força Tática do 7º Batalhão aprenderam, neste domingo (22), aproximadamente 18 kg de uma substância se...