quarta-feira, 23 de junho de 2010

Brasil ainda é o maior mercado consumidor de cocaína da América do Sul, diz ONU


Embora estatisticamente não lidere o consumo de cocaína na América do Sul, em números absolutos, o Brasil ainda representa o maior mercado da droga no continente, com cerca de 900 mil usuários, segundo relatório anual sobre o tema divulgado nesta quarta-feira (23) pela UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes), ligado à ONU (Organização das Nações Unidas). Baseado nas respostas dos questionários encaminhados a 192 países, o relatório tem como objetivo revelar as tendências mundiais sobre o consumo e o comércio de drogas, em um documento com 313 páginas. O lançamento do balanço marca o Dia Internacional contra o Tráfico e o Abuso de Drogas, lembrado no próximo sábado (26).

Segundo o relatório, a Argentina é o país com o maior índice de prevalência do uso da droga: 2,7% da população já consumiu cocaína; contra 2,4% do Chile; 1,4% do Uruguai; e 0,7% no Brasil – po

rcentual de pessoas que admitiram ter consumido a droga pelo menos uma vez em um ano. Entretanto, como o documento utiliza como base os números das autoridades locais, é possível que o cenário no país tenha mudado, já que os dados brasileiros são de 2005.

Da redação a jornalista ANA MARIA GOMES.