sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Morre o dono do Restaurante Tererê após cair do prédio


WP-Morre dono do Tererê
(Foto: WP/Jornal CORREIO)

O empresário Júlio César dos Santos, proprietário do Restaurante Tererê, despencou do segundo andar do prédio do seu estabelecimento, que está em reforma na praia do Cabo Branco, em João Pessoa, e morreu instantaneamente, por volta das 17h desta quinta (26).

De acordo com informações apuradas pelo repórter Wendel Rodrigues, da TV Correio, Júlio César estava inspecionando a obra de dois pavimentos. No segundo andar, quando ele caminhava, pisou numa tábua que estava solta e despencou para o primeiro andar, onde caiu batendo com a cabeça sobre trilhos de construção.

A consternação tomou conta de todos no restaurante, inclusive pelo desespero e inconformismo dos familiares de Júlio. Muitos amigos e curiosos foram ao local em busca de notícias.

Às 17h55 chegou ao local o delegado Manoel Idalino, que vai apurar o caso. Ele estava acompanhado de uma equipe do Departamento e Medicina Legal (DML), que realizou trabalhos de perícia e remoção do corpo.

Preliminarmente o delegado afirma que a morte do empresário deve se tratar de uma triste fatalidade. Porém, todos os procedimentos cabíveis serão realizados pela polícia.

O empresário

Nascido em Ribeirão Preto, município localizado no interior do estado de São Paulo, o empresário Júlio Cesar dos Santos tinha 54 anos, era casado, tinha filhos e há muito já se considerava paraibano de coração.

Familiares, amigos e diversos profissionais sempre o apontaram como um grande administrador de empresas pela visão empresarial que possuía e zelo com que tratava dos negócios. Tanto era que, o empresário havia adotado o hábito de visitar diariamente o canteiro de obras de expansão do restaurante para acompanhar de perto o andamento dos trabalhos que foram iniciados há cerca de um ano.

Sempre preocupado com o bem-estar físico e emocional, ele havia feito recentemente uma cirurgia para redução do estômago e se recuperava de forma positiva.

Foi sob o comando do empresário Júlio Cesar que a Churrascaria Tererê se tornou em 18 anos de existência um dos empreendimentos mais respeitados e freqüentados de João Pessoa.

O empreendimento foi instalado em três localidades na Capital, sendo a primeira vez no Bairro de Manaíra, a segunda, na Avenida Rui Carneiro e a terceira, na Praia do Cabo Branco, onde permanece.

Seqüestro em junho

No último mês de junho a família do proprietário do mesmo restaurante viveu outro momento difícil. Na ocasião, a esposa e a cunhada do dono do Tererê foram sequestradas por três homens na Avenida Flávio Ribeiro Coutinho, em Manaíra.

Na época, a polícia revelou que os bandidos teriam abordado as vítimas no momento em que elas entravam no veículo.

Depois de serem mantidas por várias horas em poder dos sequestradores, as duas mulheres foram abandonadas dentro do carro nas imediações da fábrica de calçados Alpargatas, em Santa Rita.

Os bandidos foram presos dias depois.

Polícia apreende 18 quilos de drogas enterradas dentro de tonel

    Políciais militares da Força Tática do 7º Batalhão aprenderam, neste domingo (22), aproximadamente 18 kg de uma substância se...